in

CRMV-SP apoia evento sobre uso de animais em pesquisa clínica veterinária

Encontro abordou a importância da fármacovigilância para a segurança dos produtos veterinários

A Comissão de Saúde Animal da Sociedade Brasileira de Profissionais de Pesquisa Clínica (SBPPC) organizou, no dia 27 de outubro, o VII Encontro de Ceuas SBPPC e XII Fórum da Comissão de Ética no Uso de Animais – Ceua/FMVZ-USP, que contou com o apoio do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP). Em formato on-line, o evento apresentou aspectos globais do uso de animais na pesquisa clínica e a importância da farmacovigilância para a segurança dos produtos veterinários.

A presidente da SBPPC e da Comissão de Pesquisa Clínica Veterinária do CRMV-SP, Greyce Lousana, falou sobre a utilização de animais em atividades de pesquisa básica e pesquisa clínica na saúde animal, com enfoque no processo de registro de medicamentos junto ao Ministério da Agricultura e Abastecimento (MAPA). “É muito importante discutir o papel do médico-veterinário na condução de estudos para subsidiar registros de produtos veterinários”, disse.

O presidente do CRMV-SP, Odemilson Donizete Mossero, esteve presente na abertura do evento e considera a participação de profissionais da academia e da indústria farmacêutica fundamental para o enriquecimento do debate. “As discussões entre a sociedade civil, pesquisadores e estudantes devem ser fomentadas. O Conselho estará atento para propor capacitações técnicas e assessorar no que se refere a novas regulamentações e demandas do setor”, afirma.

Também estiveram presentes a assessora Técnica de Gabinete da Pró-Reitoria de Pesquisa, da Universidade de São Paulo, Débora Chadi; auditor Fiscal Agropecuário e chefe de Divisão do MAPA, Diego de Brito; coordenadora do Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (Concea), Ekaterina Rivera;  professor da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ-USP), Marcelo Labruna; diretora da SBPPC, Mirian Franco; e os integrantes da Comissão de Saúde Animal da SBPPC, Tatiana Gotti e Thaís Sodré.

VII Encontro de Ceuas SBPPC e XII Fórum da Comissão de Ética no Uso de Animais – Ceua/FMVZ-USP ocorreram no dia 27 de outubro (Foto: divulgação)

Legislação

A legislação em vigor que regulamenta o uso de animais em pesquisa científica no Brasil é a Lei nº 11.794, de 2008, conhecida como Lei Arouca. Seu nome é uma homenagem ao médico sanitarista e ex-presidente da Fiocruz, Sergio Arouca, autor do projeto de lei.

A Lei Arouca criou o Concea, ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. A entidade tem como competência expedir e fazer cumprir normas relativas à utilização de animais com finalidade de ensino e pesquisa científica, credenciar instituições brasileiras para esses fins, monitorar e avaliar a introdução de técnicas alternativas que substituam o uso de animais em ensino e pesquisa. 

Fonte: CRMV-SP, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Incidentes recentes com animais em voos domésticos ligam alerta dos tutores

Artigo lembra: trato gastrointestinal saudável, pet saudável

Graduandos apresentam propostas para participação do CRMV-SP no projeto Puraa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doenças em Ferrets

Artigo aponta as principais emergências que afetam a saúde dos Ferrets

natureza

Tirar um tempo para estar próximo à natureza pode fazer bem para a saúde mental