Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Inovação e Mercado

CRMV-SP disponibiliza guia prático para incentivar o associativismo

Material busca auxiliar a criação e regularização de associações regionais da Medicina Veterinária e da Zootecnia
Por Equipe Cães&Gatos
associação
Por Equipe Cães&Gatos

Muitos profissionais já devem ter ouvido falar em associativismo ou sido convidados a participar de uma associação de médicos-veterinários e/ou zootecnistas de suas cidades ou regiões. Para possibilitar a reflexão sobre o assunto, a compreensão sobre o que é esta prática e os requisitos para exercê-la, e esclarecer as principais dúvidas, o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP), por meio de sua Comissão Técnica de Entidades Veterinárias Regionais do Estado de São Paulo, lança o “Guia Prático do Associativismo”.

- PUBLICIDADE -
O Guia já está disponível no site do CRMVSP (Foto: Divulgação)

O manual reforça o compromisso da gestão 2021-2024 do Conselho em incentivar a participação política e social dos profissionais, e traz informações sobre o que é o associativismo, quais as diferenças entre associações, sindicatos e conselhos, benefícios e princípios do associativismo, as etapas para organizar e regularizar uma associação, bem como obter apoio financeiro para atividades e auxílio para divulgação de eventos nos canais de comunicação do CRMV-SP.

O integrante da Comissão, Lucas de Carvalho Navajas, associativista há vinte anos, destaca que muitos colegas procuram as associações já existentes sobre dúvidas na hora de iniciar ou de regularizar uma associação. “Assim, nada mais prático do que reunir essas informações num manual para auxiliá-los nesse processo”, destaca.

O associativista acredita que a disponibilização de modelos de Estatuto e de Ata de Constituição de Associação suprem alguns dos pontos que geram maiores dúvidas nos profissionais interessados em montar uma associação de classe.

A presidente da Comissão, Maria Cristina Reiter Timponi, destaca que o material visa facilitar a formação de novas associações. “Quanto mais tivermos associações distribuídas pelo estado, mais estaremos conectados uns com os outros podendo nos ajudar mutuamente”, declara.

O presidente do CRMV-SP, Odemilson Donizete Mossero, um entusiasta do associativismo, reforça que o objetivo é valorizar as profissões para que os médicos-veterinários, zootecnistas e futuros ingressantes façam suas escolhas com entusiasmo e noção de responsabilidade social, sempre em busca da excelência para atender as possibilidades que o mercado oferece. “O trabalho em equipe proporciona estabilidade na busca por soluções e gera entusiasmo na medida em que encontramos maneiras proativas de analisar cada cenário.”

Por meio do associativismo é possível fortalecer a representação de interesses perante outras instituições e dar voz às necessidades específicas de profissionais de uma mesma região (Foto: Reprodução)

União que alcança ganhos compartilhados

O associativismo propõe a união de pessoas com interesses comuns para alcançar objetivos e obter ganhos compartilhados. Segundo Cristina, o associativismo é uma oportunidade de conectar os profissionais, promovendo capacidade técnica e ações que visem a proteção da atuação profissional, assim como representatividade junto aos poderes legislativo, executivo e judiciário, especialmente com o número crescente de médicos veterinários que se formam anualmente.

“Um grande serviço prestado pelo associativismo também é o apoio mútuo, fazendo com que a expertise de um ajude o outro com apoio psicológico e técnico, exercendo o coleguismo como forma de alavancar o sucesso de todos”, ressalta a presidente da Comissão de Entidades Veterinárias Regionais do Estado de São Paulo.

Para Navajas, por meio do associativismo é possível fortalecer a representação de interesses perante outras instituições e dar voz às necessidades específicas de profissionais de uma mesma região geográfica ou área de atuação. Por meio da facilitação de capacitações técnicas, o associativismo também colabora com a qualificação do profissional e facilita a realização de projetos em prol de um ideal comum, resultando numa melhor qualidade do serviço prestado e na ampliação da visibilidade das classes junto à sociedade.

Fonte: CRMV-SP, adaptado pela Equipe Cães e Gatos.

LEIA TAMBÉM:
Instituto Chico Mendes resgata dois filhotes de onça parda 
Creches para cães: um método de prevenção para a saúde do pet
Plataforma auxilia adoção e reencontro de animais no Rio Grande do Sul

Compartilhe este artigo agora no