Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Pets e Curiosidades

Plataforma auxilia adoção e reencontro de animais no Rio Grande do Sul

Iniciativa veio da parceria entre Instituto Ampara Animal e Pedigree Adotar é Tudo de Bom
Por Equipe Cães&Gatos
foto-abrigo
Por Equipe Cães&Gatos

O Instituto Ampara Animal e a Pedigree Adotar é Tudo de Bom anunciam a criação da plataforma online “Adoters” para facilitar a adoção e o reencontro de tutores com seus animais perdidos durante a recente tragédia climática no Rio Grande do Sul. A situação é crítica, e a superlotação dos abrigos temporários necessita de soluções emergenciais. A plataforma Adoters tem o objetivo de ajudar a aliviar essa superlotação, oferecendo uma forma organizada de adoção e reencontro. 

- PUBLICIDADE -
A plataforma tem o objetivo de ajudar a aliviar a superlotação em abrigos, oferecendo uma forma organizada de adoção e reencontro (Foto: reprodução)

Para adotar um animal resgatado, os interessados devem acessar o site, se identificar com um animal e ler as descrições para garantir compatibilidade com seu estilo de vida. A responsabilidade e o cuidado com o novo companheiro são essenciais. 

Pessoas que resgataram animais vítimas das enchentes e buscam ajuda para encontrar adotantes podem fazer o cadastro na plataforma e gerenciar o processo de adoção de forma autônoma. Protetores de animais no RS devem cadastrar os cães e gatos disponíveis para adoção em seus abrigos. As entrevistas serão realizadas pelos próprios abrigos, com apoio do Instituto Ampara Animal, que fornecerá um termo de adoção.

Para aqueles que desejam encontrar seus pets desaparecidos, a Ampara Animal criou uma página centralizada com informações para ajudar nesse processo. 

Antes de adotar, é importante saber:

É necessário ter mais de 21 anos.

Proporcionar conforto, saúde e bem-estar ao animal.

Adaptar a residência para evitar fugas ou acidentes, incluindo tela de proteção para gatos.

Ser paciente e compreensivo no período de adaptação.

Após a decisão e a concordância de todos na residência, os interessados devem entrar em contato com a protetora responsável pelo animal via e-mail. 

Além de adotar, o Instituto Ampara Animal está com equipes de veterinários no RS realizando atendimentos e precisa de ajuda (Foto: reprodução)

Para aqueles que não podem adotar, o Instituto Ampara Animal está com equipes de veterinários no RS realizando atendimentos e precisa de ajuda. Contatos podem ser feitos pelo e-mail: doers@amparanimal.org.br.

A Ampara Animal e a Pedigree se responsabilizam pelo traslado dos animais para algumas cidades, facilitando o processo de adoção para quem estiver interessado. 

Adote um animal do Rio Grande do Sul
Se você quer adotar um animal resgatado do RS, siga o passo a passo:

Entre no site;

Clique no pet.

Leia as descrições para garantir que esse animalzinho combina com seu estilo de vida.

Tenha responsabilidade e cuide bem do seu novo companheiro.

Você resgatou algum animal vítima das enchentes e quer ajuda para encontrar um adotante para ele? No site “adoters” e faça um cadastro para ter autonomia no processo de adoção. 

Se você é protetor no RS:

Os abrigos e tutores podem subir imagens dos pets, e a AI faz um match com base nas características físicas fornecidas (Foto: reprodução)

Cadastre o cão ou gato disponível para adoção no seu abrigo.

A entrevista será feita pelo próprio abrigo.

A Ampara disponibilizará um termo de adoção para ajudá-los.

Projeto “Encontre Já” para localização de animais perdidos

Outra iniciativa que contou com o apoio das marcas Pedigree e Whiskas, ambas da Mars Petcare, foi o Encontre Já, criado por um grupo de pessoas do Rio Grande do Sul, que se mobilizaram para conectar animais perdidos e donos procurando seus pets na região. Por meio de uma plataforma criada por meio de inteligência artificial, os abrigos e tutores podem subir imagens dos pets, e a AI faz um match com base nas características físicas fornecidas.

Quando um match é encontrado, as informações são repassadas ao dono. A plataforma mantém as imagens no banco de dados até que um match ocorra, possibilitando o reencontro entre animais e seus donos.

Fonte: Ampara Animal, adaptado pela equipe Cães e Gatos. 

LEIA TAMBÉM:
Conheça as menores raças de cães do mundo
Cães e gatos juntos dá certo? Saiba como socializá-los
Esporotricose representa uma ameaça silenciosa para animais e humanos

Compartilhe este artigo agora no