Cães e gatos logo

Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Inovação e Mercado

CRMV-TO faz alerta sobre acidentes por animais peçonhentos

De 2022 a 24 de julho de 2023 foram registrados 8.027 casos no Estado
Por Equipe Cães&Gatos
escorpião
Por Equipe Cães&Gatos

O período de estiagem e seca chegou no Tocantins e com ele a temporada de praias, aumentando as chances de acidentes por animais peçonhentos acontecerem. Segundo dados do Sistema de Agravos Notificáveis da Secretaria Estadual de Saúde, de 2022 a 24 de julho de 2023 foram registrados 8.027 casos no Estado.  

Desde 2017, os escorpiões são os animais peçonhentos que mais causam acidentes no Estado. Em 2022, foram registrados 1.839 acidentes com estes animais e em 2023 os números já chegam a 868 casos. De acordo com a médica-veterinária e membro da Comissão de Saúde Única do CRMV Tocantins Iza Alencar, os problemas se intensificam nessa época por conta do clima quente e seco, quando os animais procuram ambientes mais frescos dentro das casas ou nos quintais. “Por isso, os cuidados devem ser redobrados com ralos móveis e protetores de porta, além de manter fossas e caixas de gorduras bem tampadas e evitar entulhos e materiais jogados que sirvam de morada para escorpiões”, explicou.

Para evitar acidentes com escorpiões, recomenda-se sempre bater as roupas e calçados antes de usá-los, vistoriar a cama antes de deitar-se, e se for mexer com entulhos e materiais de construção, sempre fazer uso de luvas para proteger as mãos. “Recomendamos que se for picado por um escorpião tente recolher o animal num pote de vidro com tampa para que ele seja reconhecido na Unidade de Saúde mais próxima, para assim a equipe conseguir identificar o animal e redobrar os cuidados caso seja o tipo mais perigoso. De qualquer forma, se isso não for possível, após notificação, uma equipe de Endemias deve ir ao local para fazer uma varredura, localizar e recolher escorpiões do ambiente”, disse.

Para evitar acidentes com escorpiões, recomenda-se sempre bater as roupas e calçados antes de usá-los e vistoriar a cama antes de deitar-se (Foto: reprodução)

Arraias

Muito comuns, também, neste período são os acidentes com Arraias. Em 2022, ocorreram 520 registros, e em 2023, até o momento são 195 casos. “Os acidentes por arraias ocorrem principalmente nos meses de junho a setembro, que coincide com a nossa temporada de praia. As pessoas podem evitá-los, andando em rios e lagos, vasculhando o caminho com um pedaço de madeira e arrastando os pés no chão, cuidadosamente, ao caminhar. Também deve-se evitar tocá-las com as mãos pois elas podem entender como ameaça e vão se defender”, comentou Iza Alencar.

Ao ser ferroado, a pessoa deve imediatamente procurar atendimento médico para limpar o local da ferida com precisão e iniciar a medicação. “Em 2021, tivemos um óbito por ferroada de arraia no Estado. Foi algo que nos deixou muito triste, tendo em vista que faltou limpeza correta do local para que não ocorresse uma infecção generalizada”, disse Iza Alencar.

Independente se é um escorpião ou arraia, é bom ter em mente que os animais peçonhentos não atacam, apenas se defendem. “Por isso é tão importante tomar todas as medidas de prevenção para evitarmos problemas”, comentou a médica-veterinária.

Fonte: CRMV-TO, adaptado pela equipe Cães e Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Veterinária comenta como minimizar estresse de pets diante de mudanças

Conheça os desafios ao empreender na Medicina Veterinária

Reabilitação de pinguins exige dedicação de veterinários

Compartilhe este artigo agora no