Cães e gatos logo

Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Pets e Curiosidades

Espanha aprova lei que impede tutores de deixar animais sozinhos mais de três dias

Por Equipe Cães&Gatos
cão sozinho
Por Equipe Cães&Gatos

O Congresso dos Deputados espanhol (órgão constitucional que representa o povo espanhol) aprovou a nova Lei de Bem-Estar Animal que proíbe os cães de ficarem sozinhos mais de 24 horas e os restantes animais de companhia mais de 72 horas.

A nova lei diz, ainda, que os animais não podem permanecer em pátios, terraços, caves e outras áreas isoladas da família. Fica, também, aprovada a necessidade de os tutores terem de fazer um curso antes de adotar um animal. Estão previstas multas a começar nos 500 e até aos mil euros.

A lei possui emendas que excepcionam os cães de caça e os de pastoreio. Estes podem ficar mais de um dia sozinhos, desde que tenham um localizador e acesso a abrigos em caso de condições climáticas adversas.

De acordo com o Portal Veterinária, a exceção foi considerada pelos partidos Unidas Podemos e ERC como “vergonhosa”. No entanto, não impediu a votação a favor destes e a consequente aprovação do documento, uma vez que consideram que não deixava de ser uma boa lei a favor dos animais. 

O deputado Iñaki Ruiz de Pine considerou que os progressos alcançados com a aprovação do projeto de lei “ficam aquém” e defendeu que vão continuar trabalhando para que a lei seja “para todos os animais igualmente”.

A ministra dos Direitos Sociais e Agenda 2030, Ione Belarra, sublinhou o “passo em frente” que a legislação representa e lembrou que vão continuar trabalhando na defesa de todos os animais.

(Foto: reprodução)

Fonte: Veterinária Atual, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Cães e gatos são capazes de perceber emoções de seus tutores

Prefeitura inaugura Hospital Veterinário de Santa Cruz

Alimento úmido hipercalórico: quando e o porquê fornecer

Compartilhe este artigo agora no