in

Especialista em marketing reforça a ideia de inclusão de pets com deficiência no meio publicitário

De acordo com Ana Lima, a falta de representatividade fortalece a ideia de animais dispensáveis

Atualmente, palavras como inclusão e representatividade estão em alta na televisão e internet. A fim de conscientizar e, sobretudo, informar sobre a necessidade de dar visibilidade a quem precisa. Pensando nisso, algumas discussões sobre a participação de pets com necessidades especiais em publicidades tem gerado reboliços entre os internautas.

Alguns tutores também se queixam pela falta de preocupação em dar vez a esses pets. A cuidadora do influenciador canino, Super Noppy, Polly Myer, explica que muitas marcas não se interessam em mostrar esse animais, e desabafa: “Como eu adotei o Super Noopy, vejo que falta nas marcas do setor pet sensibilidade com esses animais. Falta mais representatividade e inclusão nos produtos para eles”.

De acordo com a tutora, mesmo o Super Noppy sendo Embaixador do Projeto Cão de Rodinhas, Petland e da marca Supersecão, são poucas as empresas que se importam com a causa, o que contribui para para o abandono desses animais. Alguns pets são surdos, cegos ou têm problemas congênitos e há uma luta constante de conscientização para que cada vez mais tutores adotem esses bichos.

“Todos nós sabemos da dificuldade da adoção dos animais especiais e o quanto as marcas os deixam de lado, tanto nas “publis” quanto nas campanhas, em vez de ajudá-los, só reforça o quanto eles são dispensáveis”, revela a especialista em marketing de influência, Ana Lima.

Contudo, Ana Lima acredita que a participação desses animais no meio publicitário ajudará muitas companhias a se conectarem com tutores de pets especiais, além de defender uma causa, incentivará ainda mais a adoção dos animais com deficiência.  “A publicidade do mercado pet pode mudar isso, só depende deles”, conclui.

representatividade
“Falta nas marcas do setor pet sensibilidade com esses animais. Falta mais representatividade e inclusão nos produtos” (foto: reprodução)

Fonte: A.I, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Publicação de artigos científicos durante graduação pode abrir portas no mercado de trabalho

Atenção aos cuidados necessários para evitar pulgas e carrapatos indesejados no verão

Diabetes em cães e gatos é motivo de alerta para os tutores, doença pode ser silenciosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

são paulo aparelho de ressonância

Hospital veterinário recebe aparelho de ressonância magnética de alto campo

adoção de gatos

Cresce o número de acolhimento de felinos nos lares brasileiros durante pandemia de Covid-19