Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Pets e Curiosidades

Estudo mostra que animais têm verdadeiro pânico de humanos

Experimento realizado na África aponta que 95% das espécies reagiram com mais medo ao som emitido pelos humanos do que ao de leões
Por Equipe Cães&Gatos
foto-elefantes
Por Equipe Cães&Gatos

A reputação dos leões é amplamente reconhecida. Sua agilidade, força, instinto predador e habilidade para caçar em grupos os tornam alguns dos mais temidos habitantes da natureza. No entanto, uma pesquisa indica que a maioria das espécies tem um medo ainda maior de outro ser vivo.

- PUBLICIDADE -

Foram mais de 10 mil registros feitos na savana africana por pesquisadores. Eles tocaram uma série de vocalizações e sons para animais em poços d’água no Parque Nacional Greater Kruger, na África do Sul, e registraram suas reações.

Esta área protegida é o lar da maior população remanescente de leões do mundo. Isso significa que os outros mamíferos sabem do perigo que estes predadores representam. Mesmo assim, 95% das espécies observadas responderam com muito mais terror ao som emitido pelos humanos. Na pesquisa, foram emitidos sons de conversas humanas em idiomas locais, incluindo Tsonga, Sotho do Norte, Inglês e Africâner, assim como os sons da caça humana, incluindo latidos de cães e tiros.

Para fins de comparação, os cientistas também transmitiram os sons dos leões se comunicando uns com os outros. O estudo foi publicado na revista Current Biology. As informações são da ScienceAlert.

Cientistas também transmitiram os sons dos leões se comunicando uns com os outros, mas não foi tão amedrontador quanto sons humanos (Foto: reprodução)

Impactos ambientais de grandes proporções

Segundo os pesquisadores, quase todas as 19 espécies de mamíferos observadas em experimentos tinham duas vezes mais chances de abandonar os poços d’água ao ouvir humanos falando em comparação com sons de leões ou mesmo de caça.

Os animais incluídos no estudo foram: rinocerontes, elefantes, girafas, leopardos, hienas, zebras e javalis.

De acordo com o estudo, “foi especificamente ouvir vocalizações humanas que inspirou o maior medo, sugerindo que a vida selvagem reconhece os humanos como o perigo real”.

Os cientistas afirmam que os resultados da pesquisa confirmam o impacto ambiental provocado pelos seres humanos.

“Não estamos apenas dizimando populações de animais, causando a perda de habitat de diversas espécies e acelerando as mudanças climáticas. O comportamento humano também está fazendo com que os animais morram de medo de nós”, indica o estudo.

Fonte: Olhar Digital, adaptado pela equipe Cães e Gatos.

LEIA TAMBÉM:

Cães registraram problemas comportamentais pós-pandemia de Covid-19

Pote de água de pets pode abrigar o mosquito transmissor da dengue

Sedentarismo e má alimentação podem deixar cães e gatos obesos

Compartilhe este artigo agora no