Cães e gatos logo

Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Pets e Curiosidades

Estudos indicam que terapia com cães pode auxiliar na redução da solidão de pacientes idosos

Por Equipe Cães&Gatos
terceira idade
Por Equipe Cães&Gatos

Que os animais domésticos estão cada vez mais presentes na rotina das pessoas, sendo até considerados membros de família, não há dúvidas. Cada vez mais, os pets desempenham papel fundamental na vida afetiva do ser humano, criando conexões tão profundas que auxiliam, inclusive, na manutenção da saúde dos idosos.

De acordo com o estudo científico sobre terapia com cães no Centro de Interação Humano-Animal, da Escola de Medicina da Virginia Commonwealth University (VCU), apoiado pela Mars Petcare, iniciado no ano passado, a terapia animal pode ajudar a reduzir a solidão e, potencialmente, influenciar resultados positivos de saúde em pacientes na terceira idade. Idosos hospitalizados que tiveram contato com animais tiveram melhora no bem-estar físico e mental.

Os cães contribuem positivamente para a qualidade e o aumento da expectativa de vida da terceira idade (Foto: reprodução)

A veterinária da plataforma zazuu , Monika Rissi, afirma que a terapia assistida por animais é uma prática cada vez mais frequente nos complexos hospitalares. “É uma maneira de tornar esse período mais agradável, reduzir a sensação de solidão e propiciar momentos de alegria e descontração”, relata.

Pesquisas apontam, ainda, que o tratamento ajuda no estímulo sensorial do tato e para despertar a autoestima e sensibilidade do corpo humano, aliviando os sintomas de ansiedade, além de diminuir a frequência cardíaca e a pressão arterial.

Além da prática na ala hospitalar, os pets proporcionam melhorias no dia a dia dos idosos. Os cães acabam sendo companheiros e contribuindo positivamente para a qualidade e o aumento da expectativa de vida da terceira idade. “A interação pode auxiliar na prevenção de doenças, como depressão e hipertensão; no aumento da disposição e redução do sedentarismo, uma vez que passeios e brincadeiras tornam-se parte da rotina; na redução do estresse e da ansiedade, com a ocupação e cuidados, além do aumento dos níveis de serotonina e dopamina, neurotransmissores que atuam na regulação do sono, emoções e aprendizados, circulantes no organismo de quem convive diretamente com um pet”, explica.

Os animais domésticos podem contribuir significativamente em prol da saúde da “melhor idade”. “O vínculo, a convivência e a alegria diária são os principais benefícios que os pets podem oferecer à terceira idade”, finaliza.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Novembro Azul: médicos-veterinários falam sobre o câncer de próstata em cães e gatos

Como abordar a alergia ambiental e alergia alimentar nos cães de estimação?

Nucleovet promove, pela primeira vez, encontro para profissionais que atuam com pequenos animais

Compartilhe este artigo agora no