in

Médico-veterinário esclarece dúvida dos tutores: o banho é recomendado para os gatos?

Apesar dessa espécie fazer a “auto limpeza”, em alguns casos, é necessária uma higiene mais profunda

Diferente dos cães, os gatos são animais que, normalmente, os tutores não se preocupam com banho ou não costumam dar por terem dúvidas se de fato estes podem tomar uma ducha. Afinal, podemos dar banho em gatos?

Segundo o médico-veterinário e professor do Centro Universitário Braz Cubas, Juan Justino, os felinos podem tomar banho, mas com moderação. “Ao contrário dos cães, os gatos tendem se ‘auto limpar’. Como o animal se lambe bastante, ele acaba removendo boa parte das sujeiras pelo corpo, o que faz com que banhos nesses animais sejam menos frequentes”, explica.

Os banhos nos felinos devem ocorrer de forma esporádica a cada 20 ou 30 dias (Foto: reprodução)

Mas, assim como o banho é importante para todos, aos gatos não é diferente. Os banhos nos gatos ajudam na remoção de acúmulos de sujeira pelo corpo, que mesmo com o gato se “auto limpando” terminam por se acumular. Assim, os banhos são essenciais para eliminação dos excessos de sujidades.

“Os banhos nos felinos devem ocorrer de forma esporádica a cada 20 ou 30 dias. Caso o tutor não se sinta seguro e confortável em dar banhos em casa, deve procurar um local especializado para que o banho seja realizado, sem nenhum tipo de intercorrência ou problemas para saúde do animal”, enfatiza o professor da Braz Cubas.

Justino sinaliza que existem diversos produtos no mercado pet que podem ser utilizados para os banhos em felinos, o ideal é que, junto com o médico-veterinário do animal, o tutor procure um produto que o pet se adapte melhor para os banhos, sem trazer nenhum dano à saúde dele.

O profissional ainda alerta que não é aconselhável cortar as unhas dos gatos em casa, pois se elas forem cortadas ou aparadas de forma incorreta poderá trazer prejuízos para a saúde do animal. “Recomendamos sempre procurar ajuda do médico-veterinário de confiança para aparar as unhas do gato da maneira correta para que a saúde seja preservada,” finaliza.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Opinião de veterinários deve ser a mais relevante para tutores de animais de companhia

Pesquisadores alertam população para o risco de vacinas anti cio em cadelas e gatas

Justiça determina que elefante Sandro permaneça no Zoológico de Sorocaba, interior de SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dentes

Veterinária explica como o tratamento ortodôntico pode beneficiar a saúde dos animais

dia do oftalmologista

Veterinária cita as principais doenças oculares que acometem os animais de companhia