in

Nova diretoria assume comando da Associação dos Médicos-Veterinários de Marília e Região

Cerimônia de posse foi acompanhada pelo vice-presidente do CRMV-SP

A Associação dos Médicos-veterinários de Marília e Região (Amvemar) empossou sua nova diretoria eleita em assembleia para a gestão 2021-2023. O vice-presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP), Fábio Manhoso, esteve presente na cerimônia, ocorrida no dia 26 de agosto, e representou a autarquia.

A médica-veterinária Tatiana Rosa Fernandes, graduada na Universidade Federal de Pelotas (RS) e com residência na Universidade de Marília, foi nomeada presidente da entidade. A profissional já ocupou os cargos de diretora de comunicação e de tesoureira na associação.

Da nova gestão, fazem parte, também, os médicos-veterinários Cristina Mendes Batista (vice-presidente), Thaís Gatti (secretária-geral), Fausto Hayashi (tesoureiro), Rogério Moretti (diretor técnico-científico), Jefferson Astrauskas (diretor social) e Reinaldo Shiosi (diretor de comunicação).

“Além de vir parabenizar a nova gestão, o Conselho reafirma seu compromisso para com as entidades de classe municipais e regionais, estreitando os laços de colaboração e colocando à disposição toda sua estrutura organizacional”, ressalta o vice-presidente do CRMV-SP.

Segundo a presidente da Amvemar, atualmente com 67 associados das cidades de Marília, Tupã e Assis, a entidade pretende ampliar o número de participantes ativos, o que será fundamental para que a classe conquiste um nível elevado de representatividade na região. “Pavimentamos um caminho sólido para alçar voos mais altos, inclusive prestando um serviço de saúde pública por meio do contato mais próximo com as administrações municipais”, destaca.

Integrantes da diretoria da Amvemar em dia de eleição e posse acompanhados pelo vice-presidente do CRMV-SP (Foto: divulgação)

Representatividade e Responsabilidades

Diante do crescimento no número de profissionais e a alta visibilidade da Medicina veterinária pelo consumidor em todas as cadeias produtivas relacionadas, Tatiana acredita que o cargo traz muita responsabilidade: representar, promover, valorizar e estimular o aperfeiçoamento profissional.

“Precisamos estar preparados para contribuir com a definição do papel dos profissionais frente às questões que afligem a sociedade, com o conhecimento técnico/científico fundamental para a saúde única e o meio ambiente”, diz a médica-veterinária reforçando que será inevitável o engajamento com questões administrativas e políticas de valorização da classe.

Para Manhoso, ainda sob a perspectiva do CRMV-SP, o fortalecimento das entidades regionais “é uma grande oportunidade de alinhamento de propostas que respeitem a realidade e a cultura local em que o médico-veterinário está inserido, oferecendo a ele uma rede de informação e suporte acessível e de credibilidade”.

Fonte: CRMV-SP, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Veterinárias, com diferentes carreiras, apontam as realizações dentro da profissão

Dia do Ortopedista: especialista da área lista as principais ocorrências em pets

Mais estudos sobre a saúde mental de veterinários brasileiros podem evitar suicídios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

manual do abandono

Instituto lança manual que visa combater o abandono de animais de estimação no Brasil

Setembro Pet Idoso Vetnil

Vetnil lança campanha Setembro Pet Idoso para reforçar cuidados com pets de idade avançada