in

Palestra aborda importância da Responsabilidade Técnica na clínica de animais silvestres

Evento ocorrerá na próxima quarta-feira (08), às 19h, em formato on-line. Inscrições estão abertas

O ciclo de palestras em responsabilidade técnica, do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV-SP), promoverá, na próxima quarta-feira (08/06), um encontro sobre a atuação profissional na clínica de animais silvestres. O evento ocorrerá em formato on-line, às 19h, e será ministrado pelo médico-veterinário Alessandro Ferraz Abdo Bijjeni, membro da Comissão de Responsabilidade Técnica do CRMV-SP.

De acordo com o palestrante, as oportunidades neste segmento para os profissionais são grandes, pois o mesmo envolve a atuação em clínicas e em outros estabelecimentos, como zoológicos, criadouros, centros de triagem, e com pesquisas de conservação, entre outros. 

iguana
A clínica de animais silvestres atende peixes, aves, anfíbios, répteis, e mamíferos, e possui estrutura para internação, anestesia e cirurgia, e demais procedimentos necessários, assim como acontece na clínica de cães e gatos” (Foto: reprodução)

“A clínica de animais silvestres atende peixes, aves, anfíbios, répteis, e mamíferos, e possui estrutura para internação, anestesia e cirurgia, e demais procedimentos necessários, assim como acontece na clínica de cães e gatos”, explica Bijjeni. 

Existem alguns animais silvestres que podem ser criados em domicílio, com autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), desde que a compra e domesticação seja feita de maneira regularizada, a exemplo de iguanas e cobras. 

“A clínica de animais silvestres é uma área em ascensão no Brasil e no mundo. Tendo interesse é importante que os profissionais conheçam e se aperfeiçoem neste segmento, de forma a promover o bem-estar destes animais”, diz o integrante da Comissão de Responsabilidade Técnica do CRMV-SP.  

Valorização do RT 

Com anos de experiência neste mercado, Bijjeni diz que ainda é expressivo o número de colegas que desconhecem a importância do RT nos estabelecimentos veterinários. “Ele carrega uma carga muito pesada. Este aprimoramento é importante para nos mantermos atualizados”, afirma o médico-veterinário. 

Segundo a presidente da Comissão de Responsabilidade Técnica e tesoureira do Conselho, Rosemary Viola Bosch, o ciclo de palestra mostra a preocupação da autarquia com estes profissionais. “O RT está encarregado por zelar pela qualidade dos serviços prestados. Faz um trabalho bem parecido com o de um fiscal, atuando como um agente de saúde”, enfatiza. 

Para se inscrever acesse o site do CRMV-SP.  

Fonte: CMRV-SP, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM: 

Docentes e alunos de Veterinária do Ceunsp realizam projeto CED com gatos ferais

Levantamento do Instituto Pet Brasil indica que mercado pet teve alta de 14% em 2022

Veterinária explica a ocorrência de hiperplasias mamárias em gatas castradas 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

comunidade

Instituto de Estudos Avançados da USP lança livro sobre comunidades e famílias multiespécies

Lobo-guará

Zoológico de BH atua na reabilitação de animais para soltura na natureza