Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Pets e Curiosidades

Pesquisa aponta que mais de 80% dos animais abandonados são cães adultos

Dezembro Verde alerta para a adoção responsável e combate ao abandono e maus-tratos
Por Equipe Cães&Gatos
foto-dezembroverde
Por Equipe Cães&Gatos

Dezembro recebeu a cor verde desde 2015 para conscientizar sobre a guarda responsável de animais de estimação e combater o abandono e maus-tratos. O período que compreende o último mês do ano, janeiro e fevereiro, é o que mais se registram abandono de animais. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que existam hoje mais de 30 milhões de animais abandonados no Brasil. 

De acordo com a pesquisa nacional Animais Abandonados e Devolvidos realizada pelo Cobasi Cuida, pilar social da Cobasi, cerca de 81,5% dos pets abandonados são cães, 80,4% deles são adultos e, em sua maioria, SRD (sem raça definida). Os vira-latas pretos e caramelos são os que mais sofrem com o abandono no Brasil. Entre os cães de raça, os mais citados foram Pitbull, Shih Tzu e Chow Chow. 

Ainda que representem menos casos, entre os felinos também se destacam os gatos vira-latas, totalizando 97,5% dos abandonos. Siameses e Persas também foram citados durante a pesquisa. Já a faixa etária mais predominante foi a de gatos filhotes, e a pelagem, preta. 

Cerca de 81,5% dos pets abandonados são cães, 80,4% deles são adultos e, em sua maioria, sem raça definida (Foto: reprodução)

Os dados levantados pela pesquisa do Cobasi Cuida também apontaram os motivos mais comuns para o abandono. Segundo esses, 66,7% dos abandonos são motivados por mudança de residência. Outras causas frequentes foram mudanças na rotina do tutor, o outro animal da casa não se adaptar ou impossibilidade de cuidar de doenças do pet. 

Durante os meses de férias (julho, dezembro e janeiro), 94,4% relataram aumento no número de animais abandonados. Além disso, 83,3% dos entrevistados registraram devoluções após a adoção de animais, sendo que 85,4% destes foram cães. 

Portanto, a pesquisa ilustra que é necessário que a adoção seja planejada, uma vez que, em geral, todos os motivos poderiam ter sido evitados ao tomar-se a atitude correta frente aos contratempos, como com o adestramento, aumento no nível de atividade e enriquecimento ambiental. O estudo foi realizado com 54 ONGs e protetores independentes para compreender o perfil dos animais abandonados e devolvidos no País.

Fonte: Cobasi, adaptado pela equipe Cães e Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Antes de viajar com seu pet, responda a estas cinco perguntas

Férias em família: posso levar meu cachorro à praia?

Insolação em cães pode ser evitada com nove cuidados

NewsLetter

Cadastre-se agora e receba nossos boletins e atualizações em seu email. 

Integração
Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!