Cães e gatos logo

Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Pets e Curiosidades

Profissional mostra como amenizar o impacto do barulho de trovões na audição de cães e gatos

Por Equipe Cães&Gatos
cão com medo
Por Equipe Cães&Gatos

A chegada da quadra chuvosa pode ser mais um momento de muita angústia e desconforto para cães, gatos e, consequentemente, para seus tutores. Isso porque, com as chuvas, aumenta a incidência de raios e trovões que assustam os animais. De acordo com o coordenador do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário Fametro (Unifametro), Alison Silveira, o barulho dos trovões, a depender da intensidade, pode até afetar a audição dos cachorros. 

O profissional explica que a incidência de trovões deve ser um fator de atenção para os tutores, assim como os fogos, porque os cães e gatos têm a frequência da faixa auditiva maior que a humana, o que torna a audição deles muito sensível. “A audição de um cão, por exemplo, é cerca de 4x mais sensível que a de um humano adulto”, explica o veterinário. 

A audição de um cão é cerca de 4x mais sensível que a de um humano adulto
(Foto: reprodução)

De acordo com ele, não existem técnicas que surtam efeito direto para amenizar o impacto sonoro. Entretanto, o veterinário indica o uso de protetores auriculares com abafadores de ruídos, baseados nos moldes utilizados por humanos, que podem auxiliar na redução do barulho gerado e dar mais conforto aos animais. 

Nesses casos, o ideal  é recorrer a alternativas para tranquilizar os animais, como o manejo adequado deles. “Manter um ambiente confortável e acolhedor ao animal, preferencialmente, com a companhia do tutor. A outra, para animais mais sensíveis e suscetíveis a estresse (estressoceptivos) é a utilização de recursos medicamentosos para redução da ansiedade e promoção da tranquilização. As opções variam desde essências florais até medicamentos controlados”, indicou.  

O coordenador reforça que, em todas as situações, é sempre indicada a orientação do médico-veterinário para avaliação e prescrição correta do tratamento. 

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Veterinárias indicam como tratar doenças oncológicas em pets com empatia com os tutores

Indústria pet conclui 2022 com alta, mas possui uma das tributações mais altas do mundo

CFMV ajuíza Ação Civil Pública para impedir abertura de novos cursos de graduação

Compartilhe este artigo agora no