Cães e gatos logo

Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Marketing e Produtos

Reconheça os sinais de dores nas articulações do pet

Discretos, gatos podem esconder que estão com dor e, por isso, é preciso ficar atento
Por Equipe Cães&Gatos
Por Equipe Cães&Gatos

A saúde das articulações é um ponto essencial do bem-estar dos gatos, mas nem sempre é possível saber se tudo está bem, uma vez que esses animais tendem a ocultar os sinais de desconforto. 

“Os tutores devem ficar atentos a mudanças de comportamento que podem indicar problemas de saúde, como reclusão, perda de apetite e alterações nos padrões de higiene. Sintomas mais específicos, incluindo claudicação, ou seja, alguma mudança na forma de caminhar e inchaço das patas, também merecem atenção e podem ser indícios de problemas articulares”, explica a médica-veterinária Suzana Melo, da Pearson Saúde Animal.

Nem sempre é possível saber se tudo está bem, uma vez que eles tendem a ocultar os sinais de desconforto (Foto: reprodução)

Problemas de articulação nas patas de gatos podem surgir devido a artrite, artrose, fraturas, sobrepeso, predisposição genética e desgaste natural, entre outras causas. Essas questões podem deteriorar a mobilidade e o conforto dos felinos ao longo do tempo se não forem tratadas adequadamente.

A mais comum é a osteoartrite ou, como é popularmente conhecida, a artrose, condição que se agrava de forma progressiva e não possui cura. O diagnóstico precoce é fundamental para a qualidade de vida dos animais. Seus sintomas são caracterizados pela deterioração da cartilagem, estrutura responsável por impedir que os ossos encostem uns nos outros, levando ao desgaste, além de prejudicar também os ligamentos.

“Apesar da osteoartrite ser multifatorial, a idade ainda é seu principal agravante: gatos entre 10 e 11 anos são mais suscetíveis a sofrer dessa condição. Mas há medidas preventivas com foco em bem-estar e longevidade. Elas incluem suplementação mineral desde os primeiros anos de vida, manutenção do peso ideal para não sobrecarregar as articulações, alimentação equilibrada e balanceada de acordo com a idade, evitar pisos escorregadios na rotina e gatificação do ambiente, com rampas para estimular a atividade física adequada”, detalha a médica-veterinária.

“Como forma de tratamento preventivo e de suporte, a especialista recomenda o uso de suplementos, como Nutricore Move, que contém Colágeno tipo II, Manganês e NEM (membrana da casca do ovo) que traz em sua composição Ácido hialurônico, colágeno tipo I, V e X, glicosaminoglicanos, glucosamina, condroitina, dermatan sulfato, proteínas e cálcio, que, em conjunto, atuam como protetores das articulações, exercendo papel de lubrificante e oferecendo elasticidade ao tecido conjuntivo. Por ser em pó, pode ser misturado na alimentação para disfarçar o sabor e facilitar a administração”, informa Suzana Melo.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães e Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Seu pet fica sozinho? Aposte em brinquedos!

Por que é importante fazer testes de FIV e FeLV?

Novos casos de raiva acendem alerta para vacinação

Compartilhe este artigo agora no