in

Rodadas de negócios do setor pet aproximam empresas do Brasil e da Argentina

10 empresas de cada país tiveram a oportunidade de discutir exportação e importação de produtos, em ação promovida pelo Projeto Setorial Pet Brasil

Dez empresas brasileiras que querem exportar e dez empresas argentinas que querem importar produtos pet. A aproximação desses players interessados em transações internacionais foi feita por meio de duas rodadas de negócios realizadas neste mês de maio, nos últimos dias 3 e 13. 

Os eventos virtuais foram promovidos pelo Instituto Pet Brasil (IPB), por meio do Projeto Setorial Pet Brasil, que oferece orientação a empresas com interesse em exportar seus produtos e serviços. O projeto, cujo objetivo é promover o setor pet brasileiro, conta com a parceria da Agência Brasileira de Promoções e Exportações e Investimentos (ApexBrasil). 

Dez empresas brasileiras que querem exportar e dez empresas argentinas que querem importar produtos pets. A aproximação desses players interessados em transações internacionais foi feita por meio de duas rodadas de negócio (Foto: reprodução)

 “As duas rodadas foram muito produtivas. Conseguimos mostrar aos compradores vizinhos algumas de nossas expertises em produtos e serviços, em destaques em segmentos como distribuição, atacado, varejo e grandes redes, solidificando a relação com novos clientes e com perspectiva de geração de negócios”, afirma o presidente do Conselho Consultivo do Instituto Pet Brasil, Nelo Marraccini. 

As empresas brasileiras participantes foram: Adimax, Amicus, MatsudaPet, Durapets, Furacão Pet, Mundo Koi, Pet Med, Pet Society, Toy For Bird e Vetnil. Já as argentinas foram RAST SRL, Discovery pet SRL, Macotas Mimadas S.A., PUPPIS, UNION PET, Supermercados Toledo S.A, Bichos del Sur SRL, Señor Gonzales, Eurotec Nutrition Argentina e Neozoo. 

Países como Argentina, Chile, Colômbia, Peru, China e Emirados Árabes estão entre os focos das rodadas de negócios no calendário do Projeto Setorial Pet Brasil desse ano. 

Do Brasil para o mundo 

O Projeto Setorial Pet Brasil oferece orientação a empresas com interesse em exportar seus produtos e serviços, bem como em promover o setor pet brasileiro, por meio de missões comerciais, rodadas de negócios, delegações brasileiras em feiras internacionais, entre outras ferramentas. 

O calendário de feiras começou em março, na Global Pet Expo, em Orlando (EUA), com a intermediação de empresas brasileiras para o evento. O IPB também marca presença e dá apoio aos negócios nacionais no Interzoo (realizado neste mês, na Alemanha), Superzoo (agosto, nos EUA) e International Pet Meeting (novembro, no Brasil). 

Empresas brasileiras podem manifestar interesse em participar das ações internacionais promovidas pelo IPB preenchendo o formulário. Além da participação em eventos exclusivos, participantes do Projeto Setorial Pet Brasil têm benefícios como o chão de feira, coordenação da montagem do estande e coordenação do evento. 

Fonte: A.I, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM: 

Profissional comenta importância da atuação de zootecnistas no mercado pet 

Conselho Regional de Medicina Veterinária-CE alerta sobre a extinção de animais no Ceará 

Veterinária explica a ocorrência de hiperplasias mamárias em gatas castradas 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ced

Docentes e alunos de Veterinária do Ceunsp realizam projeto CED com gatos ferais

skin care

Soft Care anuncia novos produtos para rotina de skin care de cães e gatos