in

Royal Canin e Turma da Mônica se unem para falar sobre saúde preventiva felina

Mingau e Magali protagonizam história em quadrinhos sobre ida ao veterinário

As histórias em quadrinhas, com a possibilidade de utilizar imagens e textos para um único fim, possibilita maior compreensão da mensagem a ser compartilhada. Pensando nisso, a Royal Canin e a Turma da Mônica se uniram para falar sobre saúde preventiva felina, em uma narrativa especial.

A ideia, em celebração ao Dia Internacional do Gato, faz parte das ações da terceira edição da campanha Meu Gato no Vet, uma iniciativa global da Royal Canin, criada para gerar conscientização sobre a necessidade da saúde preventiva dos felinos. Segundo a multinacional, o intuito é alertar os tutores sobre a importância de levar os gatos ao veterinário para avaliações periódicas.

“Sabemos que os felinos, geralmente, não demonstram sintomas perceptíveis para o tutor nas fases iniciais de doenças e o acompanhamento com um médico-veterinário faz toda a diferença no cuidado com os animais. Por isso, estamos felizes em anunciar nossa parceria com a Turma da Mônica e trazer para nossos consumidores e fãs da Magali e Mingau, um conteúdo educacional para os pequenos e grandes tutores de gatos” conta o diretor de Marketing da Royal Canin Brasi, Carlos Martella.

De acordo com um levantamento da marca, feito durante a pandemia, houve um aumento de 30% de gatos nos lares brasileiros – 16% são tutores de primeira viagem. “A previsão é que em menos de 10 anos os gatos sejam os pets predominantes por aqui. A marca sabe que os felinos, geralmente, não demonstram sintomas perceptíveis para o tutor nas fases iniciais das doenças e esse fator está associado ao escasso conhecimento das particularidades da espécie e os mitos que a cercam, fazendo com que muitos tutores pensem que seus gatos não precisam de cuidados específicos com a saúde, acarretando uma frequência baixa ou tardia de visitas ao médico-veterinário”.

Neste cenário, a nova história da Turma da Mônica tem como tema central a relação entre a Magali e seu gato Mingau, e como o carinho, cuidado e posse responsável que a personagem demonstra pelo seu pet é demonstrado ao levá-lo em visitas periódicas com o médico-veterinário. Os quadrinhos ainda trazem dicas de como levar os felinos às consultas sem estresse e em segurança, trazendo um conteúdo inédito para os fãs dos personagens.

Vale ressaltar que a ideia também tem a ver com a memória afetiva que o público tem com os personagens criados por Maurício de Sousa. “Além de impactar os adultos que têm um carinho grande pela Turma da Mônica, a história também terá um papel na construção do repertório do cuidado que os felinos requerem junto às crianças, que crescerão já sabendo da importância de oferecer saúde e bem-estar para os pets ao levá-los ao Médico-Veterinário com frequência”, completa Martella.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Médica-veterinária afirma: “LVC não é um atestado de óbito ao animal”

Cadela que auxiliou o Corpo de Bombeiros em Brumadinho (MG) se aposenta

Dia do Gato: esse pet prefere viver sozinho ou gosta de companhias?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

congresso Pet Society

Congresso de estética animal, organizado pela Pet Society, ocorre em agosto

Aplicativo de celular para tutores foca na gestão de saúde e cuidado com pets