in

Royal Canin mostra como criar um pet saudável para além da juventude animal

Uma alimentação de qualidade é a base para a saúde, bem-estar e longevidade dos animais

Como estamos na semana da saúde, já que ontem (7 de abril) foi celebrado o Dia Mundial da Saúde, ainda vale promover a conscientização sobre o tema. Principalmente agora, em meio a uma pandemia, entendemos o quanto estar atento aos cuidados e aos sinais do corpo e da mente é essencial para nos mantermos saudáveis. Além disso, a o período serve para nos alertar sobre os cuidados que os pets necessitam, especialmente quando filhotes.

A Royal Canin preza muito por estes cuidados nos primeiros meses da vida dos pets, porque sabe que esse período influencia diretamente na saúde deles na fase adulta. A introdução de uma alimentação adequada e de qualidade – indicada por um médico-veterinário – é um dos principais segredos e pontos de atenção que o tutor deve ter com seu animal.

A nutrição deve auxiliar para a formação e manutenção de uma pele e pelagem saudáveis (Foto: reprodução)

“Saúde é tudo. Por isso queremos lembrar os tutores que cuidar da saúde e do bem-estar dos cães e gatos desde filhotes contribui para que, no futuro, quando adultos, eles possam ter uma melhor qualidade de vida. Também vale lembrar que existem algumas condições que podem afetar os pets e elas estão diretamente relacionadas com a alimentação como, por exemplo, aquelas relacionadas ao peso e a saúde da pele”, explica a médica-veterinária e gerente de Comunicação Científica da Royal Canin Brasil, Natália Lopes.

Uma pesquisa realizada pela Universidade de São Paulo (USP), com incentivo da Royal Canin, apontou que aproximadamente 40% dos cães participantes do estudo apresentaram sobrepeso ou obesidade, uma das doenças que mais afetam pets atualmente. O excesso de peso pode reduzir a qualidade e a expectativa de vida do animal em até 2 anos, além de contribuir com o surgimento de doenças como diabetes, complicações ortopédicas, digestivas e até dermatológicas.

“A pele é a primeira barreira de proteção do gato e do cão contra agentes externos. Além disso, ela também apresenta outras funções como termorregulação, amortecimento para impactos, alta elasticidade, renovação celular contínua, entre outras. Por isso, a nutrição deve auxiliar para a formação e manutenção de uma pele e pelagem saudáveis com o fornecimento de nutrientes específicos e em quantidade determinadas. Os alimentos da Royal Canin contam com alta qualidade de proteínas, aminoácidos, ácidos graxos, vitaminas e minerais necessários para cada fase de vida do pet, os quais auxiliam diretamente na obtenção de uma pele e pelagem saudável”, completa Natália.

Embora tais condições estejam intimamente relacionadas a alimentação, vale ressaltar que não são condições exclusivamente relacionadas à dieta, pois também existem outros fatores que interferem, como o ambiente, o manejo e a própria individualidade dos animais.

É recomendado que, desde filhote, o pet tenha o acompanhamento regular de um médico-veterinário para que ele assista ao desenvolvimento do gato ou cão. Os cuidados regulares com os animais vão além da alimentação, afinal, somente um profissional qualificado pode sinalizar quais as principais precauções a serem tomadas.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Plataforma visa auxiliar veterinários de todo o mundo na questão ‘saúde mental’

Estudo defende que mau comportamento e obesidade em pets cresceram durante pandemia

Nova lei do Estado do Rio de Janeiro proíbe tatuagens em animais de estimação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Simpósio Global Hill’s contará com tradução simultânea e será em formato on-line

2020 marcou forte crescimento para a divisão de Saúde Animal da Boehringer Ingelheim