Cães e gatos logo

Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Cursos e Eventos

Royal Canin reforça prática cat friendly no Cat in Rio

Parceria com Associação Americana de Medicina Felina eleva nível da atividade no Brasil
Por Equipe Cães&Gatos
Por Equipe Cães&Gatos

Cláudia Guimarães, do Rio de Janeiro (RJ) | claudia@ciasullieditores.com.br

Natalia Ponse, da redação | natalia@ciasullieditores.com.br

Um evento completamente focado em Medicina Felina demonstra, claramente, a tendência de crescimento deste mercado não só no Brasil, mas no mundo. O Cat in Rio, realizado de 15 a 18 de agosto, no Windsor Barra Hotel, no Rio de Janeiro (RJ), tem previsão de reunir cerca de mil pessoas até o fim do evento, em um amplo debate sobre temas da rotina clínica de felinos, com especialistas que unem conhecimento teórico e vivência clínica.

No primeiro dia (15), antes da programação do evento, a Royal Canin, em parceria com a Associação Americana de Medicina Felina (AAFP), realizou uma aula prática para 30 pessoas chamada Hands On, onde, junto ao especialista em medicina felina pela ABVP (American Board of Veterinary Practitioners), membro do conselho diretivo do programa Cat Friendly Practice da AAFP e coordenador científico do evento, Alexandre G. T. Daniel, demonstrando práticas de manuseio do gato na clínica, seguindo as diretrizes da associação.

Os programas Cat Friendly Practice e Cat Friendly Clinic são iniciativas globais criadas pela parceria entre a AAFP e a Sociedade Internacional de Medicina Felina (ISFM). O programa Cat Friendly Practice é realizado pela AAFP nas Américas, enquanto a certificação Cat Friendly Clinic é executada pela ISFM na Europa, Oceania, Ásia e África.

Alexandre Daniel e Alla Ryabova (Foto: Cães e Gatos)

Alexandre Daniel conta que, ao assumir a coordenação científica do Cat in Rio, buscou inseri-lo na programação mundial de eventos de medicina felina, elevando o nível da grade de debates para linearizar junto à programação de congressos norte-americanos e europeus, incluindo a participação de especialistas internacionais de renome na área. 

“A Medicina Felina é uma área em enorme expansão e o gato já é uma espécie predominante nos países do hemisfério norte. Ele é a espécie do futuro, e sua população já está crescendo também no lares brasileiros, onde a maior população é canina”, diz e acrescenta: “Ao mesmo tempo, o tutor do gato busca profissionais especializados, e também ambientes que acomodem melhor ele e seu bichinho. Por isso, a associação americana tem um programa para melhorar a arquitetura e a ambientação das clínicas, tornando-a catfriendly”. 

A parceria com a Royal Canin para divulgar essas e outras diretrizes sobre o atendimento felino ocorre desde 2019, traduzindo materiais para o português brasileiro e o espanhol. “É fundamental termos parceiros como a Royal, pois é uma ponte com um mercado gigantesco na América Latina”, resume Alexandre. 

Esse investimento em conhecimento, salienta a gerente de Marketing da empresa, Alla Ryabova, demonstra o crescimento do mercado de medicina felina. “Temos uma estratégia robusta de presença nos eventos, pois o médico-veterinário é o principal formador de opinião e o nosso elo com os pais de pet”, declara.

Priscila Rizelo reforça proximidade com o médico-veterinário (Foto: Cães e Gatos)

Durante a feira, a companhia apresentou aos visitantes seu portfólio de coadjuvantes, como o Royal Canin Fibre Response Feline e Royal Canin Hepatic Feline; além do pilar de alimentos saudáveis, como o Royal Canin Dental Feline.

“Nossa participação aqui no evento é importante para ter este contato mais próximo ao médico-veterinário clínico, conhecendo mais sobre a sua rotina e, ao mesmo tempo, apresentando nossas soluções e lançamentos”, define a médica-veterinária e coordenadora de Comunicação Científica, Priscila Rizelo.

“Estamos focados na distribuição de materiais, reforçando também o guia de pediatria felina, lançado neste ano; além da participação em palestras e da apresentação das novas funcionalidades do Portal Vet, sua plataforma online e gratuita, totalmente dedicada para apoiar os médico-veterinários nos atendimentos clínicos diários dos pets”, resume a gerente de Marketing.

LEIA TAMBÉM:

IPB aponta possíveis reflexos da proibição da venda de pets 

Recicláveis viram casa e comedouro para animais de rua 

Síndrome de Pandora afeta 65% da população de felinos

Compartilhe este artigo agora no