Cães e gatos logo

Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Marketing e Produtos

Special Dog Company fecha 2022 com quase R$ 2 bi de faturamento

Para 2023, a perspectiva é investir mais de R$ 110 milhões para aumentar sua capacidade industrial
Por Equipe Cães&Gatos
Special Dog
Por Equipe Cães&Gatos

O ano de 2022 foi positivo para o mercado pet, que teve um aumento de 14%, de acordo com o Instituto Pet Brasil (2022). Em franca ascensão, mesmo em meio à crise que assombra os mais variados setores da economia, o segmento tem perspectiva de crescer ainda mais em 2023. E, se para o mercado em geral os números são bons, para algumas empresas são ainda mais impressionantes, como o caso da Special Dog Company, que figura entre as maiores indústrias de petfood do País. Com receita de R$ 1,93 bi em 2022, a companhia registrou um crescimento de 28% em relação ao ano anterior, se consolidando entre as marcas mais presentes na casa dos tutores de cães e gatos de todo o Brasil.

No último período, a empresa focou em suprir as demandas das praças já consolidadas – Estados de São Paulo e Paraná –, onde cresceu de forma considerável em 2022. Além disso, também concentrou seus esforços na ampliação da atuação nos Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Santa Catarina, e no Distrito Federal. Nesses locais, a empresa registrou um aumento de 30% nas vendas ao longo do ano. Para 2023, a perspectiva é de crescer em São Paulo e Paraná e aumentar, ainda mais, a presença nas demais localidades.

Desempenho das vendas por linhas

Hoje, a empresa conta com 76 produtos para cães e gatos, divididos nas linhas: Premium, que apresentou crescimento de 5% nas vendas em 2022, a Premium Especial – que teve uma crescente de 42%, e a Wet, que contou com um incremento de 10% nas vendas no ano.

No quesito “metas de vendas para 2023”, as apostas estão no aumento das vendas da linha Super Premium, com aceleração ainda maior no desempenho da Premium Especial. Já no caso da linha Wet, que é composta pelos alimentos úmidos, como os patês e sachês, é possível dizer que os produtos para gatos são a grande promessa do ano. Muito comuns nos Estados Unidos e Europa, os alimentos úmidos eram, até algum tempo atrás, pouco difundidos ou até incompreendidos no Brasil. Hoje, com o novo perfil de tutores, o hábito de consumi-los tem crescido.

“Foi um ano que intensificamos a nossa análise de portfólio, para que estivesse de acordo com a realidade do mercado. Incrementamos nossa linha de produtos de forma assertiva, focando sempre em chegar até os tutores que, por qualquer que fosse o motivo, não estavam sendo atendidos pelos produtos que tínhamos a oferecer. Um bom exemplo disso foi o lançamento dos snacks em nova embalagem, de 400g. Com esse produto ampliamos em 200% a venda de petiscos, sem fazer nenhuma alteração na composição do produto. Percebemos que os nossos clientes desejavam o mesmo produto, mas em uma embalagem maior”, conta Marcos Tavares, Diretor Comercial da Special Dog Company.

O executivo reforça ainda que atender às novas necessidades do consumidor é uma preocupação da equipe comercial. Uma das linhas de ração seca, por exemplo, foi lançada em 2021 e, hoje, já representa 7% das vendas totais da empresa. “Esse percentual, em um único produto, é muito relevante. Identificamos que o mercado tinha a demanda e que precisávamos supri-la. Lançamos e foi muito bem aceito”, conta Tavares.

Intenção da empresa é chegar a 27,5 mil toneladas movimentadas por mês e a R$ 2.2 bi em faturamento (Foto: divulgação)

Foco em um novo recorde logístico e um novo CD

Os esforços para atender aos clientes foram percebidos no aumento do volume de produção. Para produtos secos, como rações secas para cães e gatos, o volume de produção foi maior em 2021, assim como na esteira da linha Wet, que culminou em uma movimentação logística recorde, ultrapassando 26 mil toneladas de produtos ao mês. A expectativa é chegar, em 2023, em 27,5 mil toneladas mensais, um novo marco importante para a história da companhia.

Mas, para cumprir essa meta, inclusive, chegando a mais estados, a Special Dog Company aposta em um novo centro de distribuição. Depois do sucesso do CD de Curitiba (PR), lançado em 2021, é inaugurado um novo espaço, desta vez, em Extrema (MG) – o terceiro maior inventário de galpões logísticos do país, com quase 2 milhões de m². Com o novo armazém, a indústria pretende ampliar as entregas para o estado do Espírito Santo, além de intensificar a atuação em Minas Gerais e no Rio de Janeiro, devendo movimentar de 500 a 600 toneladas de produtos por semana.

Sustentabilidade no centro do crescimento

A criação do programa estratégico “Mais Sustentável”, que em fevereiro completou um ano, é um marco que auxilia a companhia em sua jornada na busca do desenvolvimento sustentável. O programa materializou a intenção da Special Dog Company de exercer um capitalismo consciente e a missão de buscar o desenvolvimento de boas práticas relacionadas aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas (ONU). Com resultados já contabilizados, a empresa lista cerca de 98,8% de reciclabilidade dos resíduos sólidos e uma eficiência média no tratamento de efluentes industriais que ultrapassa 97% – bem acima dos 80% exigidos por lei.

Outro destaque no programa é o aumento de quase 21% no aproveitamento da água da chuva, que hoje é utilizada em quase todos os setores da empresa. Atingimos um consumo médio mensal de água de chuva superior a 1 milhão de litros em 2022. Além disso, há a preocupação com a destinação do material orgânico do refeitório, que diariamente serve 650 refeições. No último ano, cerca de 2,8 toneladas de resíduos orgânicos foram compostados mensalmente, tornando-se adubo para a horta orgânica que, por sua vez, produz as hortaliças que são consumidos pelos colaboradores no refeitório.

E o que a Special Dog Company espera para 2023?

Segundo a diretora Administrativa da Special Dog Company, Priscila Manfrim, para manter as vendas das linhas acima da média, lançar novos produtos, fortalecer a marca em algumas praças e abrir novos mercados, a companhia de Santa Cruz do Rio Pardo deve investir quase R$ 110 milhões na compra de novos equipamentos para as fábricas e em inovação, mas especificamente em melhorias na tecnologia que envolvem processos das mais variadas áreas. Diante dessa injeção de capital, o mapa estratégico da empresa revela a possibilidade de crescimento de 8% no volume de produção e um incremento de 14% do faturamento em relação ao ano passado.

Comemorando 22 anos de existência, a empresa conta com uma área de P&D eficiente, com foco em inovação, palatabilidade, sustentabilidade e atenção às necessidades dos pets. Com mais de 1.600 colaboradores diretos e mais 400 representantes comerciais externos, a Special Dog Company foi eleita, no último ano, pela GPTW, a Melhor Empresa Grande para Trabalhar no interior de São Paulo.

“Em todos os nossos planos e projeções, 2023 é visto como um momento de ampliação da nossa capacidade industrial e, consequentemente, no ganho de escala. Para isso precisamos investir, mas também não podemos deixar de lado os valores que nos trouxeram até aqui. Nossa intenção é chegar a 27,5 mil toneladas movimentadas por mês e a R$ 2.2 bi em faturamento, também ampliar as ações do ‘Mais Sustentável’, chegando a quase 100% de reciclabilidade, a fim de desenvolver ainda mais projetos que colaborem com a atenção ao Meio Ambiente, aos Animais, Indivíduos e, claro, à Sociedade”, finaliza Priscila.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Marco para a profissão: CRMV-PR lança obra “Demografia da Medicina Veterinária do Brasil”

Cães avaliam postura e expressões faciais ao interagir com humanos, diz pesquisa

Docentes da UFAL participam de Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária

Compartilhe este artigo agora no