Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Marketing e Produtos

Suplementos nutricionais ajudam a diminuir trauma de fogos de artifício em animais

Por Equipe Cães&Gatos
suplementos
Por Equipe Cães&Gatos

O uso de fogos de artifício e rojões não são utilizados apenas em épocas festivas, como Natal e Ano Novo, por onde, recentemente, passamos. Esses estrondos podem ocorrer em qualquer período do ano, em diferentes comemorações, seja em festas ou em jogos de futebol. Para as pessoas, essa tradição é sinônimo de alegria; porém, para pets mais sensíveis, esses momentos são de pânico e estresse.

“Em alguns casos, o desespero é tão grande que, ao tentar se proteger, os bichinhos acabam se machucando, fugindo ou até mesmo desenvolvendo problemas de saúde”, informa a médica-veterinária gerente de Produtos de Animais de Companhia da Pearson Saúde Animal,  Juliana Novelli.

Os tutores devem manter os pets próximos, nessas situações, e ficarem atentos aos sinais graves de estresse que eles possam apresentar (Foto: reprodução)

A profissional explica que essa reação ocorre porque cães e gatos têm a audição muito mais aguçada que a de humanos e o barulho alto os incomoda bastante. Além disso, para eles, sons altos podem significar perigo. “Estrondos, como os de um rojão, passam para os pets a ideia de que algo grande e potente se aproxima. Na natureza, sons desse tipo podem representar uma árvore caindo, tempestade forte se aproximando ou até mesmo desmoronamento. Faz parte do instinto de sobrevivência do animal fugir ou se esconder ao ouvir barulhos intensos, pois, assim, eles teriam mais chances de sobreviver em caso de desastre”, esclarece Juliana. 

A veterinária recomenda que, nessas situações, os tutores mantenham os pets próximos e fiquem atentos aos sinais graves de estresse que os animais possam apresentar, como agressividade, ansiedade e pânico. “Se possível, é positivo ficar em casa com seu cão ou gato. Também procure fechar as portas e janelas para evitar entrada de estrondos, deixe a televisão ou o rádio ligado para que eles se sintam num ambiente conhecido e não use coleiras ou correntes”, destaca. 

Juliana recomenda ter à mão produtos que ajudam a tranquilizar os pets, evitando alterações de comportamento. “NutriCore Zen, da Pearson Saúde Animal, é um suplemento nutricional composto por L-Triptofano, vitaminas B6, B12, ácido fólico e magnésio que ajudam na produção de serotonina e melatonina. A serotonina é o hormônio responsável por regular processos fisiológicos, como as funções cognitivas, estados emocionais e comportamentais. Já a melatonina atua em sinalizações cronobiológicas, que auxiliam nos distúrbios do sono, fobias e ansiedade”, completa.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Veterinária comenta se gatos positivos para FeLV podem ter o apetite afetado

Médico-veterinário ajuda a criar base de atendimento de animais no meio do Pantanal

Estudo: Quais são as principais causas de morte em coelhos domésticos?

Compartilhe este artigo agora no