Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Marketing e Produtos

Umami: o quinto sabor básico é o preferido dos pets

Felinos, por exemplo, sentem o sabor de forma mais intensa
Por Equipe Cães&Gatos
Cute british shorthair cat kitten licken tongue isolated on gray background
Por Equipe Cães&Gatos

Se por um lado, os cães comem quase de tudo, os gatos, nem tanto. Segundo os cientistas, o paladar dos felinos é mais exigente quando comparado aos dos cães, e são geneticamente predispostos a gostar de alimentos mais ricos em umami, um tipo de sabor que lembra o gosto de atum.

O sabor umami é um dos cinco sabores básicos percebidos pela língua humana, juntamente com doce, salgado, azedo e amargo. Pesquisas afirmam que o umami é frequentemente descrito como um sabor mais “carnudo”, “agridoce” e ao mesmo tempo um dos mais “saborosos” e é associado a aminoácidos como o glutamato. 

Graças aos crescentes estudos, cientistas começam a entender melhor as preferências alimentares dos pets (Foto: reprodução)

Os seres humanos possuem esses receptores para o sabor umami na língua, e são eles que desempenham um papel importante quando se trata da percepção do gosto.

“Acreditamos que o umami é o principal ingrediente para o paladar dos gatos”, diz o cientista do Waltham Petcare Science Institute, que pertence à Mars Petcare UK, Scott McGrane, complementando: “E o atum se compara ao sabor dos doces no universo dos gatos”.

De acordo com uma pesquisa publicada recentemente pela National Geographic, ainda há muita coisa que os cientistas não sabem sobre as preferências de sabor dos animais. Porém, graças aos crescentes estudos, cientistas começam a entender melhor as preferências alimentares dos nossos amigos de quatro patas.

Como não é possível perguntar diretamente aos gatos quais sabores os deixam mais felizes, os pesquisadores descobriram por meio de análises do DNA que gatos domésticos, tigres e chitas têm uma versão “quebrada” do gene Tas1r2, que funciona com outro gene, o Tas1r3, que permite a detecção de doçura. Embora o Tas1r3 pareça funcionar perfeitamente bem em gatos, o Tas1r2 é um “pseudogene não expresso” (pseudogenes são regiões do DNA estruturalmente similares a genes, mas que não são transcritas). Sem eles, o Tas1r2 não produz uma proteína crucial e necessária para formar um receptor de doçura nas papilas gustativas dos gatos.

No entanto, é importante notar que o gosto e a preferência alimentar dos bichanos podem variar de um indivíduo para outro. Por isso, ao escolher a comida para o seu gato, é fundamental considerar não apenas o sabor umami, mas também a qualidade nutricional do alimento e as necessidades individuais do seu pet.

Fonte: Assessoria de Imprensa, adaptado pela equipe Cães e Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Antes de viajar com seu pet, responda a estas cinco perguntas

Férias em família: posso levar meu cachorro à praia?

Insolação em cães pode ser evitada com nove cuidados

NewsLetter

Cadastre-se agora e receba nossos boletins e atualizações em seu email. 

Integração
Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!