in

Veterinária explica como o tratamento ortodôntico pode beneficiar a saúde dos animais

Nos pets, o tratamento não é uma questão de estética, mas, sim, de qualidade de vida

O tratamento ortodôntico em humanos é utilizado para corrigir a má posição dos dentes, o que proporciona uma excelente saúde bucal, além da possibilidade de ser utilizado como forma de melhorar a estética, garantindo um sorriso perfeito. Já no caso dos pets, o procedimento também é realizado, mas não se trata de uma questão de estética e, sim, de saúde.

De acordo com a professora do curso de Medicina Veterinária, do Centro Universitário da Serra Gaúcha (FSG), Manoela Maria Bianchi, o tratamento ortodôntico é indicado quando uma má oclusão dentária causa dor e desconforto. “Diferente de nós humanos, ele não pode ser indicado como tratamento estético, do contrário, isso pode colocar em risco a saúde do animal, já que os dentes deles são diferentes dos nossos”, explica.

A duração do tratamento varia de acordo com o tipo de aparelho e movimento necessário do dente (Foto: reprodução)

De acordo com a docente da FSG, para os pets, os materiais são feitos de fios metálicos, resina, basquetes e elásticos, para proporcionar ao animal todo o conforto possível durante o tratamento. “Quando o procedimento acontece, a adaptação é muito mais fácil, já que os pets ficam com o aparelho ortodôntico por muito menos tempo que os humanos, isso porque só deve ser indicado em questões de saúde bucal”, salienta.

Com relação ao tempo, a veterinária ressalta que a duração do tratamento varia de acordo com o tipo de aparelho e movimento necessário do dente, sendo assim, a duração do tratamento irá variar conforme a necessidade do animal.

Segundo Manoela, a pessoa mais indicada para decidir se o pet deve ou não utilizar o procedimento é o médico-veterinário, já que o tratamento demanda muitos cuidados com a saúde dos cães e gatos. “Para saber se o pet deve ou não começar o tratamento, é de extrema importância que o tutor observe bem o que está acontecendo com seu animal de estimação, já que eles costumam apresentar sinais, e quando os dentes estiverem mal posicionados, causando lesões e dores na gengiva, é hora de procurar um especialista”, afirma.

Por fim, a profissional explica que, apesar do tratamento ser delicado, com a evolução da odontologia veterinária, novas modalidades de tratamento tendem a surgir para oferecer maiores cuidados e conforto aos animais de companhia.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Opinião de veterinários deve ser a mais relevante para tutores de animais de companhia

Pesquisadores alertam população para o risco de vacinas anti cio em cadelas e gatas

Justiça determina que elefante Sandro permaneça no Zoológico de Sorocaba, interior de SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

petfood

Royal Canin renova parceria com o Congresso CBNA Pet, evento dedicado à nutrição de pets

banho em gatos

Médico-veterinário esclarece dúvida dos tutores: o banho é recomendado para os gatos?