Cães e gatos logo

Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Clínica e Nutrição

Apesar de raro, câncer de próstata também afeta animais e é bastante agressivo

Por Equipe Cães&Gatos
Por Equipe Cães&Gatos

Na área da saúde, o mês de novembro é especial pelo foco na campanha Novembro Azul, que traz um alerta de conscientização sobre o câncer de próstata e pela saúde do homem, de maneira geral. No universo pet não é diferente. Apesar de raro, o câncer de próstata também atinge os animais. Embora não se tenha dados oficiais no Brasil, são utilizados estudos publicados nos Estados Unidos como parâmetro. Esses dados indicam uma incidência inferior a 1% em cães. No caso dos gatos, os casos são ainda mais raros, mas nem por isso devem ser negligenciados.

A médica-veterinária especializada em Medicina Felina e proprietária da clínica Gato é Gente Boa, Vanessa Zimbres, destaca a importância da conscientização sobre a doença e chama atenção para a importância do diagnóstico precoce. “Os tumores na próstata têm altas chances de metástase, então o diagnóstico precoce aumenta a média de sobrevida. Além disso, a castração é uma importante forma de prevenção, sendo recomendada até os seis meses de idade”.

Dor abdominal e a perda de peso também podem ser indícios do problema
(Foto: reprodução)

Sintomas e tratamento

Os sinais que podem indicar problemas iniciam com manifestações pouco perceptíveis. Por isso, Vanessa alerta os tutores para que eles tenham atenção redobrada. “A dificuldade para urinar e/ou evacuar e a presença de sangue na urina pode ser um indício. Outro ponto é verificar se o animal permanece muito tempo na posição de urinar ou evacuar ou demonstram incômodo nesse momento”. A especialista acrescenta que a dor abdominal e a perda de peso também podem ser indícios.

“É fundamental que sejam feitas visitas regulares ao veterinário e, em qualquer sinal de mudança, é importante uma consulta de urgência para que as chances de controlar a doença sejam maiores. Se for com um profissional especializado, melhor ainda”, orienta.

No tratamento, costuma ser feita a cirurgia para a retirada da próstata e, quando possível, é feito uso da radioterapia ou quimioterapia para controle local.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Dia da Homeopatia: Médica-veterinária fala sobre a prática e os benefícios que ela traz para os animais

Novembro Azul: médicos-veterinários falam sobre o câncer de próstata em cães e gatos

Veterinária fala sobre como oferecer suporte clínico e nutricional a pets diabéticos

Compartilhe este artigo agora no