Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Clínica e Nutrição

Atenção: anemia em cães e gatos é sintoma, e não doença

Tratamento é direcionado à patologia causadora da condição
Por Equipe Cães&Gatos
Uninterested Poodle puppy with plate of kibbles on the table
Por Equipe Cães&Gatos

Em cães e gatos, a anemia não é uma condição isolada. Na verdade, ela é um sinal crucial da saúde dos animais e indica possíveis doenças em curso. Dentre as doenças comuns em animais, as causadoras podem ser a leishmaniose, câncer, doenças gastrointestinais, úlceras, deficiências nutricionais e hemoparasitoses – patologias causadas por protozoários ou bactérias capazes de parasitar o interior das células da corrente sanguínea.

A origem da anemia é diversa, podendo ser genética, por distúrbios imunológicos e nutricionais, por uso de medicamentos ou doenças crônicas. Nos felinos, a condição ainda pode ser causada por doenças que acometem exclusivamente a espécie: FIV (vírus da imunodeficiência felina); FELV (Vírus da Leucemia Felina); e a micoplasmose felina, uma anemia causada por um parasita transmitido por picada de pulga.

A médica-veterinária Joyce Magalhães, professora da Faculdade de Americana (FAM), conta que, assim como ocorre com os seres humanos, a anemia em pets têm classificações, subdividida entre hemorrágicas, hemolíticas ou hipoproliferativas.

Cute silver tabby british shorthair cat
Acompanhamento veterinário se faz necessário para inserir uma boa dieta e, quando preciso, suplementação (Foto: reprodução)

“Para o diagnóstico preciso da anemia é necessário a realização de um hemograma, mas os sinais da condição podem ser identificados ainda em casa. Os pets tendem a ficar mais quietos e com dificuldades respiratórias, demonstrando fácil cansaço durante brincadeiras e exercícios”, define. 

Ainda, fisicamente, eles desenvolvem palidez na mucosa dos olhos e na gengiva, além do aparecimento das petéquias, as pequenas manchas vermelhas na pele, sintoma muito comum da dengue nos humanos. Taquicardia e sangue nas fezes também são sintomas.

“O exame de sangue confirmará a condição, porém, é preciso investigar o que está causando a anemia e, para isso, o médico veterinário irá solicitar outros exames”, explica Joyce.

De acordo com a veterinária, o tratamento é direcionado à causa da anemia, corrigindo o problema que está levando à queda dos glóbulos vermelhos. Ela aponta ainda que a dieta do animal é um fator da recuperação do pet que tem anemia. “Por isso o acompanhamento com o médico-veterinário para indicação de uma boa dieta e, quando necessário, a suplementação é indispensável”, disse.

É possível prevenir a causa desse problema, e a busca por medidas preventivas para evitar possíveis doenças ou condições costuma ser o meio mais indicado de manter a saúde dos animais. Mas, no caso da anemia, não existe uma maneira específica de prevenção.

“Trabalhar a medicina da longevidade, limpar terreno biológico, detoxificação, equilíbrio da microbiota intestinal, melhorar o funcionamento mitocondrial e a estabilidade das membranas celulares é a melhor forma de evitar a anemia e muitos outros sintomas e doenças, além de oferecer uma dieta balanceada, de qualidade e uma rotina saudável”, indica Joyce.

Fonte: Liberal, adaptado pela equipe Cães e Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Por que cachorros abanam a cauda?

Ansiedade Canina: veterinário explica como lidar com a condição

Influenza aviária no Brasil: o que sabemos até agora?

NewsLetter

Cadastre-se agora e receba nossos boletins e atualizações em seu email. 

Integração
Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!