in

Ato de amassar superfícies pode representar estreitamento de laços com tutores

Comportamento felino foi analisado por médica-veterinária da University of Tennessee

O ato de amassar superfícies com as patas é um dos comportamentos felinos que mais intrigam os tutores de gatos. Pensando nisso, um artigo, publicado no The Conversation, relata o que se sabe sobre a ação.

De acordo com o material, acredita-se que o “preparar biscoitos”, ou “sovar uma massa”, seja um sinal de relaxamento do animal. “Meus próprios gatos amassam antes de tirar uma soneca perto de mim. E enquanto eles estão amassando, ronronam — um deles fica tão relaxado que chega a babar. O amassar acontece geralmente perto de uma pessoa de quem eles gostam” relata a médica-veterinária e professora da University of Tennessee, Julia Albright, associada ao estudo.

O comportamento, como também explica a profissional, pode ser notado logo após o nascimento dos felinos, quando ainda são recém-nascidos. “O filhote amassa o abdômen da mãe para indicar que está com fome e pronto para mamar. Ao mesmo tempo, ele ronrona — som que surge com várias vibrações de certos músculos da garganta. Ronronar é um sinal de atenção”.

Para Julia, com esses dois comportamentos, os filhotes indicam às mães para permanecerem paradas a fim de poderem continuar mamando. Filhotes recém-nascidos geralmente adormecem enquanto mamam.

Comportamento na fase adulta

Na fase adulta, período do qual o hábito também pode ser observado, como exemplificado no início do texto, a médica-veterinária destaca que a ação se torna mais comum em alguns gatos do que em outros. “Se o gato não amassa, isso pode significar que ele está um pouco estressado ou só não demonstra relaxamento ou afeto dessa maneira”, alerta.

A profissional também pontua que, é seguro afirmar que quando o animal está amassando, ele se sente calmo, contente e pronto para deitar, assim como um filhote que se prepara para mamar e dormir. “Você provavelmente já deve saber que quando seu gato dá algumas cabeçadinhas ou esfrega o corpo em suas pernas ou em um objeto, ele está colocando seu perfume nesses locais. Como os gatos têm glândulas odoríferas também entre os dedos das patas, algumas pessoas acreditam que eles estejam colocando cheiros familiares e reconfortantes em suas áreas de dormir quando amassam”.

Estreitamento de laços

Por fim, a médica-veterinária também conta, no artigo, que a ação também pode ser uma forma de comunicação entre os gatos e os tutores. “Se você convive com cães, sabe que a maioria é bastante óbvia em fazer com que os humanos percebam se querem algo ou quando gostam de alguém. Por milhares de anos, as pessoas criaram cachorros para serem intencionalmente companhias divertidas, bem como para terem comportamentos muito úteis como pastorear, rastrear ou vigiar”, contextualiza.

No entanto, ainda segundo ela, os gatos e pessoas também viveram juntos por milhares de anos, e os humanos apreciaram suas incríveis habilidades naturais para caçar ratos. “Apenas recentemente as pessoas tentaram criar raças de gatos principalmente pela aparência, e não pela utilidade de seus comportamentos”, afirma.

Para ela, a questão é que os gatos são muito mais sutis em sua forma de dizer a uma pessoa “eu gosto de você”. “Amassar é uma dessas pistas”, finaliza.

Fonte: The Conversation, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

NOSEiD: aplicativo norte-americano visa facilitar encontro de cães perdidos

1º centro de castração gratuita entrará em funcionamento na zona sul de SP

Residentes da FMVZ-Unesp produzem vídeo e cartilha sobre leishmaniose e toxoplasmose

(Foto: reprodução)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadelas e gatas em período de amamentação necessitam de dietas balanceadas

Veterinários de Minas Gerais devem notificar Polícia Civil sobre casos de maus-tratos