in

CFMV realiza plenária em Belém (PA) e aprova nova resolução sobre atuação do zootecnista

Hoje, 19,4 mil zootecnistas estão inscritos no Sistema CFMV/CRMVs, dos quais 9,5 mil estão atuantes

Durante a 356ª Sessão Plenária Ordinária, realizada no dia 23 de março, em Belém, capital do Pará, a Diretoria Executiva e os conselheiros do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) aprovaram, por unanimidade, a nova resolução que especifica o campo de atividade do zootecnista. A proposta foi uma iniciativa da Comissão Nacional de Educação em Zootecnia (CNEZ/CFMV) para atualizar a Resolução CFMV nº 619, de 1994. Antes de ser submetida à análise em plenária, a minuta passou pela avaliação das Câmaras Técnicas de Zootecnia (CTZ/CFMV) e de Medicina Veterinária (CTMV/CFMV), além dos 27 conselhos regionais. Após análise de todas as contribuições, a redação final foi definida pelo plenário.

“Por lei, cabe ao CFMV regulamentar as atividades veterinárias e zootécnicas de acordo com a formação profissional e disciplinar o alcance de atuação em cada área”, afirmou o presidente do Conselho Federal, Francisco Cavalcanti. “Trabalhamos sempre considerando a necessidade de modernização, o respeito à legislação vigente, inclusive de outras profissões, e a missão maior de garantir serviços de qualidade à sociedade”, reforçou.

Atualmente, 19,4 mil zootecnistas estão inscritos no Sistema CFMV/CRMVs, dos quais 9,5 mil estão atuantes. A nova resolução ratifica a fiscalização prevista nas leis nº 5.517/1968 e nº 5.550/1968 e vincula obrigatoriedade de inscrição do zootecnista no regional do estado de atuação ao exercício legal da profissão.

Como já ocorreu em outros Estados, desta vez é o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Pará (CRMV-PA) que recepciona a sessão plenária do CFMV. “Estamos satisfeitos pela oportunidade e agradecemos o trabalho em conjunto das nossas equipes de colaboradores para a realização do evento”, agradeceu a presidente do regional, Nazaré Fonseca de Souza.

Plenária aprovou a primeira reformulação orçamentária de 2022 dos regionais dos Estados de Goiás, Piauí, Rio Grande do Sul e Santa Catarina (Foto: reprodução)

Carteira provisória e eleições

Em virtude da pandemia causada pela Covid-19, as universidades têm relatado dificuldades em normalizar a expedição dos diplomas dos egressos de cursos de nível superior.

Para não prejudicar os profissionais formados em Medicina Veterinária e Zootecnia, a plenária aprovou a prorrogação das carteiras provisórias por mais 12 meses.

A plenária aprovou, por unanimidade, a publicação ad referendum dos nomes dos delegados designados para observar as eleições dos conselhos regionais do Amapá, Rondônia, Maranhão, Paraíba e Sergipe.

Os presentes concordaram, também, em transferir dois Processos Éticos-Profissionais (PEP) do CRMV-RS aos regionais do Paraná e de Santa Catarina, visando apurar representação envolvendo integrante do conselho do Rio Grande do Sul.

Orçamento

A plenária apreciou o boletim financeiro atualizado do CFMV e, por unanimidade, aprovou a primeira reformulação orçamentária de 2022 dos regionais dos Estados de Goiás, Piauí, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

A Comissão de Tomada de Contas (CTC) apresentou o relatório de atividades da sua nona reunião, realizada entre 11 e 14 de março, na qual analisou 111 processos administrativos, alguns ainda em meio físico e outros já inseridos no Sistema Unificado de Administração Pública (Suap). Essa ferramenta de gestão de informação eletrônica foi implementada neste ano, no CFMV, para tramitação de documentos e processos administrativos.

A próxima reunião está prevista para maio e a expectativa é que, até julho, todos os processos para análise da CTC estejam disponíveis no Suap.

Representação

O conselheiro efetivo Paulo Guerra solicitou afastamento voluntário por 30 dias. A plenária aprovou o pedido e, de forma unânime, votou no conselheiro suplente Valney Correa para assumir a titularidade de efetivo durante o mês de abril de 2022.

Além do presidente, do secretário-geral e do tesoureiro, participaram presencialmente da plenária os conselheiros efetivos Célio Garcia, Marcelo Teixeira, Marcílio Magalhães, Olízio Claudino da Silva e Paulo Guerra. A conselheira suplente Márcia Villa substituiu o efetivo Júlio Peres. Ainda estiveram presentes os suplentes Flávio Veloso, Valney Correa e, virtualmente, Wirton Costa. A vice-presidente do CFMV, Ana Elisa de Almeida, está de licença médica.

Fonte: CFMV, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Médica-veterinária recebe honraria pelos trabalhos voltados à proteção animal

Veterinária que cuida e pesquisa serpentes comenta suas principais realizações profissionais

Apesar de decreto estadual, CRMV-SP recomenda uso de máscaras em clínicas veterinárias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

animais em vulnerabilidade

Número de cães e gatos em situação de vulnerabilidade dobra em dois anos, aponta pesquisa

esporotricose

CRMV-RJ organiza encontro com foco na esporotricose e os desafios no combate da doença