in

Como cuidar adequadamente do réptil lagartixa leopardo e prevenir problemas de saúde?

Bicho tem como habitat natural desertos quentes e áridos, de solo arenoso e pedregoso e recinto em casa deve ser parecido

O gecko-Leopardo (Eublepharis macularius), também conhecido como lagartixa leopardo, é um dos répteis mais apreciados como pet em todo o mundo, principalmente, devido à sua natureza amigável e à facilidade de manejo.

Provenientes da região que se estende do Oriente Médio até o Sudoeste da Ásia, estes animais, de hábitos solitários e crepusculares, têm como habitat natural desertos quentes e áridos, de solo arenoso e pedregoso. Estas características devem ser levadas em consideração para que seu manejo sob cuidados humanos seja adequado e promova elevado grau de bem-estar.

O terrário para um gecko deve possuir, no mínimo, 40 litros, apresentando maior comprimento e menor altura, visto que são animais de hábitos terrestres. Para cada novo indivíduo a ser acondicionado, é necessário que haja acréscimo de 20 litros ao terrário. Vale lembrar que, apesar de tratar-se de uma espécie amigável, os machos são territorialistas e não devem ser mantidos juntos em um mesmo habitat.

O ambiente deve ser construído com materiais duráveis e de fácil higienização, como vidro, plástico e acrílico, sempre com espaço lateral telado para ventilação. Aquários de vidro completos devem ser evitados, pois não promovem ventilação adequada e predispõem à proliferação de fungos e bactérias. Como substrato podem ser utilizados itens naturais, como areia e pedras grandes, ou artificiais, como gramas sintéticas.

Sua dieta é insetívora e pode ser composta por grilos, baratas, larvas de tenébrio e alimentação em gel para insetívoros. Porém, essas presas, quando criadas comercialmente, costumam apresentar conteúdo nutricional insatisfatório, então deve-se fazer uso de técnicas como gut loading, que é o oferecimento de suplementação de cálcio, frutas e vegetais frescos às presas logo antes de oferecê-las ao gecko, e dusting, que é o revestimento da presa com cálcio e suplemento em pó, para incrementar seu conteúdo vitamínico e mineral.

Saiba mais curiosidades sobre esse bicho em nossa revista on-line, onde o artigo está completo. É gratuito! Clique aqui.

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD. 

LEIA TAMBÉM:

Número de animais doadores de sangue está abaixo do necessário para suprir demanda

Câmara Técnica de Medicina Veterinária do CFMV toma posse durante cerimônia

Estudo: companhia de gatos ajuda no emocional e social de crianças com autismo

(Foto: C&G VF)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

gatos e crianças com autismo

Estudo: companhia de gatos ajuda no emocional e social de crianças com autismo

Tendências para setor pet serão debatidas no Alltech ONE Simpósio de Ideias