in

CRMV-PA aborda ansiedade em pets e explica quais sinais podem ser identificados

Agressividade, falta de apetite e arranhar portas podem ser alguns dos indicadores da doença

A doença do século não acomete exclusivamente os humanos, mas, também, os pets. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil está na quinta colocação quando o assunto é depressão. A doença pode ser desencadeada de diversas maneiras e precisa ser levada a sério.

O transtorno de ansiedade nos pets pode se manifestar das seguintes maneiras: Síndrome de Ansiedade de Separação (SAS); Ansiedade Generalizada ou Ansiedade Focal. 

Segundo o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Pará (CRMV-PA), “é importante que haja um vínculo entre o tutor e o pet, por ficarem sozinhos em casa na maioria das vezes, eles acabam por meio de comportamentos inadequados chamar a atenção do dono”, indicando que precisam de afeto. Além disso, alguns pets podem, em consequência de barulhos, desenvolver a doença e ter o quadro agravado quando expostos ao som de fogos de artifícios e trovões.

Há, também, a ansiedade pela falta de lazer e atividades, assim, os pets precisam de distração para tirarem do tédio, como brincadeiras e caminhadas, por exemplo. Bem como, o processo de desmama, transporte, confinamento em áreas reduzidas, mudança de ambiente, mudança de tratadores e ausência de proprietários podem agravar ou desencadear a enfermidade.

Alguns comportamentos que podem indicar a doença são: agressividade, falta de apetite e peso, sono excessivo ou falta dele, lamber as patas constantemente, latido constante, fazer necessidade no lugar errado, destruição da casa e arranhar portas.

Para tratar alguns desses sinais é preciso de auxílio profissional. O CRMV-PA também orienta que o tutor exponha todas as situações ao médico-veterinário para que seja feita a orientação do melhor tratamento.

Há, também, a ansiedade pela falta de lazer e atividades, assim, os pets precisam de distração para tirarem do tédio (Foto: reprodução)

Fonte: CRMV-PA, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

A nutrição está presente e transforma a vida dos animais todos os dias

RJ constrói viaduto para reduzir o número de acidentes envolvendo animais silvestres

Além de gravidez indesejada, castração ajuda a prevenir diversas doenças nos pets

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

resgate de animais

Médicas-veterinárias voluntárias contam rotina de resgates de animais de companhia

girafas

Importação de animais: biólogo comenta as condições ideais para as espécies