in

CRMV-SP passa a realizar evento único para premiação de veterinários e zootecnistas

Cerimônia ocorre no dia 16 de dezembro e será transmitida ao vivo, na página do Conselho no Facebook

Tradicionalmente entregues em cerimônias comemorativas, em maio, para zootecnistas, e, em setembro, para médicos-veterinários, a partir deste ano, as premiações do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP) acontecerão em evento único. A cerimônia está marcada para o dia 16 de dezembro, a partir das 19h, na sede da autarquia, e será transmitida ao vivo na página do Conselho no Facebook.

Na área de Produção Animal, o escolhido para receber do prêmio “João Barison Villares” em 2021 foi o médico-veterinário José Orlando Prucoli. O Prêmio “Ernani Ibirá Gonçalves”, da área de Defesa Sanitária Animal, será entregue ao médico-veterinário Cláudio Regis Depes. Já o prêmio “Luiz Alberto Fries”, voltado à Zootecnia, será entregue ao zootecnista Mário de Beni Arrigoni.

“Podermos unir as classes em uma premiação única é, sem dúvida, mais uma oportunidade de reafirmamos nosso propósito, enquanto gestores, de integrar e valorizar todos os profissionais, laureando aqueles que se destacam em suas áreas de atuação pelo legado que deixam de contribuição para com as classes, a saúde pública e a Ciência”, afirma o presidente do CRMV-SP, Odemilson Donizete Mossero. 

Graduado pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (1958) e mestre e doutor pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (FMVZ-USP), José Orlando Prucoli ficou emocionado ao saber da homenagem. Por estar em recuperação devido a sequelas da Covid-19, o profissional não participará do evento e será representado.

“É uma honra muito grande receber esse prêmio, ainda mais porque João Barison Villares foi meu chefe na época em que trabalhei na cidade de Água Branca. É uma satisfação receber essa honraria”, enfatiza Prucoli, que fundou a Associação Paulista de Criadores de Ovinos (Aspaco), foi presidente da Comissão Técnica de Defesa Sanitária Animal da Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo e supervisor geral da Secretaria Municipal de Abastecimento, na Prefeitura Municipal de São Paulo.

“Podermos unir as classes em uma premiação única é, sem dúvida, mais uma oportunidade de reafirmamos nosso propósito, enquanto gestores”, diz presidente do CRMV-SP (Foto: divulgação)

Acolhimento

Professor titular do Departamento de Melhoramento e Nutrição Animal da Universidade Estadual Paulista (Unesp) Botucatu, o zootecnista que será premiado este ano, Mário de Beni Arrigoni, foi membro da Comissão de Zootecnia e Ensino do CRMV-SP, de 2014 a 2020. O profissional é mestre em Nutrição Animal e Pastagem pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP) e doutor em Zootecnia pela Unesp.

 “É uma honra recebê-lo, é a quarta edição do prêmio e os três que me antecederam, a Profa. Sandra (Aidar de Queiroz), a Profa. Nilva (Kazue Sakomura) e o Prof. Mateus (José Rodrigues Paranhos Costa) são referências dentro da Zootecnia, então, participar desse time é motivo de muito orgulho”, destaca Arrigoni.

Para o professor, com 40 anos de profissão, esse é um reconhecimento do trabalho e da dedicação à Zootecnia, ressaltando ainda a importância do prêmio em enaltecer, reconhecer e divulgar o trabalho dos profissionais. “É um passo importante, mostra um movimento de acolhimento do Conselho a nós zootecnistas.”

Reconhecimento

Atualmente membro das Comissões Técnicas de Saúde Animal e Saúde Pública Veterinária do CRMV-SP, o médico-veterinário Cláudio Regis Depes é graduado pela Unesp/Jaboticabal, com especialização em produção de ruminantes pela Esalq/USP, e o profissional atuou por 37 anos na área de Defesa Sanitária Animal na Coordenadoria de Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo (CDA/SAA-SP), tendo se aposentado recentemente.

O médico-veterinário foi, ainda, gerente do Programa Estadual de Sanidade de Animais Aquáticos e responsável pelo Grupo Especial de Atenção à Suspeita de Enfermidades Emergenciais (Gease). “Sinto-me surpreso, feliz e muito honrado com esse prêmio. Durante minha graduação na Unesp/Jaboticabal tive a sorte de ter o Dr. Ernani Ibirá Gonçalves como professor na disciplina de enfermidades infecciosas. Foi um grande mestre, transmitindo muito conhecimento teórico e prático aos seus alunos”, relembrou.

Depes considera o prêmio um reconhecimento não apenas ao seu trabalho, mas ao de todos os médicos-veterinários executores dos programas zoossanitários aos animais de produção do estado de São Paulo. “A pecuária paulista produz hoje alimentos com qualidade e em quantidade suficientes para suprir a necessidade nacional e nos permitir exportar animais e produtos a dezenas de países, com preservação da Saúde Única, graças também às atividades imprescindíveis destes profissionais”, encerra.

Fonte: CRMV-SP, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Luto pela perda de um animal de estimação ainda é desmerecido por muitas pessoas

Câncer de pele em pets: como prevenir, tratar e saber a hora certa para a eutanásia?

CRMV-MG coíbe realização de mutirão de castração sem estrutura adequada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Guilherme Marchetti

Reconhecimento: Médico-veterinário da FMVZ-Unesp recebe Moção de Congratulações

sencientes

Na Espanha: Animais, agora, passam a ser reconhecidos como seres sencientes