in

Dia do Veterinário: crescimento contínuo da profissão traz otimismo para o futuro

Porta-vozes da PremieRpet e da ABHV falam sobre Saúde Única e as variadas funções do profissional

João Abel Buck, presidente da Associação Brasileira dos Hospitais Veterinários (ABHV) e sócio proprietário do Hospital Veterinário Santa Inês

Flavio Lopes da Silva, MV. MSc. do Departamento de Capacitação Técnico-Científica da PremieRpet

Em 2020, os médicos-veterinários foram convocados pelo Ministério da Saúde como uma das categorias de profissionais para ações de enfrentamento da pandemia de Covid-19. O chamamento revela a importância desse profissional e reafirma seu papel essencial para a manutenção da ordem mundial. A Medicina Veterinária zela pela saúde animal, mas, também, o faz igualmente pela Saúde Pública e bem-estar coletivo como agente ativo no contexto da Saúde Única.

É comum a sociedade assimilar a atuação do médico-veterinário apenas como clínico ou cirurgião de animais. Contudo, são inúmeras as frentes que o profissional pode atuar, como, por exemplo, na Medicina Veterinária do Coletivo ou na inspeção de alimentos.  

O sucesso do agronegócio brasileiro também depende diretamente da atuação dos médicos-veterinários. O setor agropecuário é considerado essencial para manter o fornecimento de alimentos à população e o único a registrar crescimento consistente durante a pandemia.

O médico-veterinário é capacitado ao longo de sua formação para traçar estratégias epidemiológicas de combate e controle de enfermidades diversas, principalmente, e inclusive, quando estamos diante de zoonoses. 1

A propósito, um fato inconteste da importância desse conceito é que 60% das doenças infectantes em humanos são zoonoses, ou seja, doenças transmitidas do animal para o homem, e vice-versa. 1

Essa premissa obriga as faculdades de Medicina Veterinária e Zootecnia de todo o mundo a instituírem mudanças no seu processo de ensino, com o objetivo final de formar profissionais capacitados em restabelecer a ordem nas relações humano-animal-humano e, assim, diminuir os fatores de risco para desenvolvimento de novas pandemias e zoonoses no mundo.1

Nos últimos anos, a evolução dos profissionais de Medicina Veterinária tem como principal ponto a revolução digital, democratizando o acesso à informação e ao conhecimento. O profissional localizado fora dos grandes centros consegue a mesma informação, e na mesma velocidade, que os médicos-veterinários localizados em grandes centros, graças à disponibilidade tecnológica para compartilhamento de dados.

Como fator preocupante, ainda não há um marco regulatório da medicina veterinária que normalize, regule e fiscalize conteúdos educacionais, propagandas e vendas de serviços em ambiente digital. Mas, apesar disso, a medicina veterinária continua crescendo em vários segmentos: agronegócios, animais de companhia, tecnologia da informação e dentro das indústrias. Cada um dos segmentos gera milhares de trabalhos diretos e indiretos. E o crescimento contínuo traz um tom de otimismo para o futuro.

Atualmente, as associações e os conselhos colocam à disposição dos médicos-veterinários informações de qualidade por meio de encontros físicos ou virtuais. O papel das associações deve ser voltado para iniciativas que elevem a qualidade da medicina veterinária. Temos como exemplo a iniciativa da ABHV, que convidou as demais associações brasileiras para que juntas formassem o “Fórum Nacional de Apoio e Valorização da Medicina Veterinária”.

Como na Medicina Humana, a Medicina Veterinária também passa por avanços tecnológicos e intelectuais. Dificuldades sempre enfrentaremos, mas a força de vontade dos profissionais faz com que cada vez mais a profissão seja enaltecida.

Dessa forma, a figura do médico-veterinário se destaca como um profissional qualificado para implantar e coordenar ações de Saúde Única, prevenindo, controlando ou erradicando doenças, garantindo a saúde animal e humana.

Referência Bibliográfica:

1 – Simplício, K.M.M.G.; et al. O Médico-veterinário na pandemia SARS – COV-2 (COVID-19): contexto e atribuições. Rev. Ciên. Vet. Saúde Públ., v. 7, n. 1, p. 027-039, 2020

LEIA TAMBÉM:

Veterinárias, com diferentes carreiras, apontam as realizações dentro da profissão

Conselhos de veterinária realizam campanha “Veterinários. Médicos com V de vida”

Veterinária fala sobre importância do atendimento especializado dentro do setor

(Foto: reprodução)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

veterinário e a saúde única

MSD Saúde Animal destaca papel do veterinário dentro da Saúde Única

Pet Care compra CSA Jardins

Grupo Pet Care anuncia aquisição de Centro de Saúde Animal, o CSA Jardins