Cães e gatos logo

Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Clínica e Nutrição

Doença dos pontos brancos pode afetar peixes ornamentais

Mais conhecido como íctio, parasita é patogênico para peixes de água doce
Por Equipe Cães&Gatos
íctio peixes ornamentais
Por Equipe Cães&Gatos

Ter peixes ornamentais em um aquário é um hobby muito agradável a diversos tipos de pessoas. Mas, apesar de terem um manejo relativamente fácil, estes animais requerem certos cuidados. Uma das ameaças é a “doença dos pontos brancos”, ou “íctio”. 

Ichthyophthirius multifiliis, mais conhecido como “íctio”, é um ectoparasita ciliado obrigatório, ou seja, para completar seu ciclo de vida, necessita infectar o peixe. O parasita é responsável pelo nome “doença dos pontos brancos”, pois a presença destes pontos é o principal sinal clínico da parasitose. 

Doença é tema de reportagem da editoria Pet Silvestre (Foto: reprodução)

Ele se alimenta de suco tissular, secreções, fragmentos de células epidérmicas e sangue; e é extremamente patogênico para peixes de água doce em qualquer fase de desenvolvimento, e afeta tanto o tegumento como as brânquias. 

Sua incidência está diretamente relacionada a períodos de oscilação brusca de temperatura, como no outono e inverno, concomitante com a chegada de frentes frias. Além disso, a qualidade da água e estresse também estão relacionados. A presença de pesticidas, moléculas tóxicas xenobióticas, densidade de criação, oscilação de temperatura e o manejo interferem no bem-estar animal, tornando-os mais suscetíveis a enfermidades. 

Para descobrir a principal forma de contágio e outras informações sobre a enfermidade, acesse a reportagem da edição 287 da Revista Cães e Gatos VET Food e confira o conteúdo produzido pela graduanda do 5º semestre da FMVZ-USP e membro do GEAS-USP, Giulia Isabelle Ventura Monte Razo. 

Fonte: Equipe Cães e Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Garfield incentivou a adoção de gatos amarelos em todo o mundo

Ortovet Expert reúne mercado pet no Rio de Janeiro

Vai viajar? Se planeje para garantir a segurança do seu pet 

Compartilhe este artigo agora no