Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Marketing e Produtos

Enfeites, ceia e rojões: cuidado com seu pet 

Recomendações proporcionam bem-estar durante as celebrações
Por Equipe Cães&Gatos
clima-de-inverno-lindo-gatinho-do-gato-siberiano-sentado-no-sofa-na-decoracao-de-ano-novo
Por Equipe Cães&Gatos

O final do ano chegou e muitos tutores começam a se preocupar com o conforto dos pets, já que nessa época as comemorações e os fogos de artifício podem causar desconfortos aos gatos e cães.

Com as tradições gastronômicas, os cuidados precisam ser redobrados para garantir a saúde e o bem-estar dos pets, seja no Natal ou no Ano Novo.

Pensando nisso, a Mars Petcare, detentora das marcas ROYAL CANIN, PEDIGREE e WHISKAS, lista algumas dicas importantes para os tutores evitarem imprevistos nesse período. Confira!

Cuidado com os enfeites

As luzes das árvores de Natal provocam a curiosidade dos animais, que podem mastigar e engolir os objetos. O ideal é evitar decorações que possam quebrar em pedaços e ser ingeridas, podendo provocar perfurações intestinais.

A decisão de mantê-lo junto durante a festa ou isolado vai depender do perfil e comportamento de cada pet (Foto: reprodução)

Não compartilhe a ceia do Natal e do Ano Novo

Alguns alimentos causam alterações gastrointestinais discretas ou graves em gatos e cães, podendo até serem tóxicos, como por exemplo: uva e uva passa, alho e cebola, xylitol, chocolate, macadâmia e lúpulo. Importante lembrar aos convidados que compartilhar comida de humanos com os pets pode ter consequências graves para a saúde deles.

Fuja dos rojões e fogos de artifícios

Por conta da audição mais sensível, gatos e cães sentem incômodos que podem se manifestar por meio de tremores, de latidos e/ou de tentativas de fuga. O ideal é não deixar o animal sozinho e, caso seja possível, isolar o som e a iluminação para diminuir o estresse. A dica é deixar o pet em um local familiar, com som ambiente como, por exemplo, TV ou rádio ligados em volumes apropriados, além de água e alimento disponíveis. Isso pode colaborar a reduzir a ansiedade e disfarça o barulho.

A dica é deixar o pet em um local familiar (Foto: reprodução)

Mantenha seu pet longe dos utensílios descartáveis da festa

É importante prestar atenção aos objetos que o pet pode engolir. Copos plásticos, guardanapos e todo o lixo da festa devem ser sempre jogados em local apropriado e fora do alcance dele, para que não gere um problema sério, caso o animal de estimação venha a ingerir algo.

Durante a festa

A decisão de mantê-lo junto durante a festa ou isolado vai depender do perfil e comportamento de cada pet, se ele normalmente lida bem com visitas e barulhos. Há pets que se estressam na interação com pessoas diferentes e costumam se esconder quando chegam visitas, principalmente gatos.

Fim da festa

Ao terminar a festa, certifique-se de que o pet está em casa e não escapou durante a despedida dos convidados. A agitação da saída das pessoas pode confundi-lo e, caso esteja estressado, pode ser a oportunidade perfeita para uma possível fuga. Uma ótima dica é identificar seu pet com plaquinha com o nome e telefone de contato. Fique atento!

Contato de emergência

Tenha sempre em mãos o contato do Médico-Veterinário do seu pet, se observar qualquer comportamento, reação estranha ou diferente no pet.

Fonte: Assessoria de Imprensa, adaptado pela equipe Cães e Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Veterinárias citam principais doenças infecciosas em cães e gatos recém-nascidos 

Umami: o quinto sabor básico é o preferido dos pets

Gatos na fila de adoção podem ser “apadrinhados” no Natal

NewsLetter

Cadastre-se agora e receba nossos boletins e atualizações em seu email. 

Integração
Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!