in

Escovação é a melhor forma de prevenir doenças e oferecer vida saudável aos pets

Veterinária explica qual a maneira ideal de cuidar da higiene bucal dos cães

Assim como nós, humanos, os pets também necessitam de acompanhamento médico desde cedo, para garantir uma vida longa e saudável e evitar problemas e doenças graves no caminho. Todo mundo já ouviu aquela velha frase “A saúde começa pela boca” e, apesar de parecer conversa de mãe, ela realmente tem um fundamento muito importante: cuidar da saúde bucal é essencial.

É na boca que estão presentes muitas bactérias que podem ser prejudiciais à saúde, tanto de humanos, como de animais. E eles têm um outro agravante: alguns pets costumam comer coisas do chão, mexer em lugares com a boca, sem saber que aquilo pode afetar à sua saúde.

“Aproximadamente 85% dos cães, acima de quatro anos de idade, apresentam doença periodontal. Portanto, uma das melhores formas de prevenção é manter a saúde bucal em dia”, explica a mestre em Ciências Veterinárias, pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), e Fundadora da Odontocão, Dra. Maria Izabel Ribas.

Mas… pode escovar dente de cachorro todo dia? Qual pasta deve-se usar? E a escova? Cachorro tem cárie? A Dra. Maria Izabel Ribas respondeu às principais dúvidas dos tutores.

A pasta veterinária é formulada sem flúor ou aditivos que possam fazer mal à saúde dos cães (Foto: reprodução)

Qual a melhor frequência de escovação?

Sabemos que a recomendação dos dentistas humanos é para escovar os dentes sempre após as refeições, no mínimo, três vezes por dia. Mas, e os cachorros? De acordo com a Dra. Maria Izabel Ribas, o ideal é escovar os dentes do seu pet no mínimo três vezes na semana.

“A escovação dental é a melhor forma de prevenir o bafo, gengivite e problemas orais frequentes nos pets como a doença periodontal. O ideal é que seja realizada com pasta de uso veterinário 1x por dia, ou ao menos 3x na semana”, afirma.

De acordo com levantamento do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP), a periodontite é a doença mais frequente em pequenos animais e acomete de 70% a 80% dos cães. A Dra. Maria Izabel alerta para a importância dos cuidados na prevenção de doenças. “Uma rotina de cuidados orais pode ajudar na prevenção da doença periodontal, e por consequência evitar infecção/inflamação oral, bafo e perda dos dentes”, afirma.

Qual pasta de dente pode usar?

Escovar os dentes dos pets levanta outra dúvida muito pertinente nos tutores: existe uma pasta de dente feita para isso? Obviamente, não é recomendado utilizar a mesma pasta que você, ser humano, escova os próprios dentes, pois seria prejudicial ao animal – e ele não sabe bochechar e cuspir, não é? Isso porque as pastas convencionais contêm produtos que, quando ingeridos pelos pets, podem causar intoxicação e gastrite.

Por isso, a dica é procurar um creme dental veterinário, que não ofereça riscos ao animal, em caso de ingestão. “A pasta veterinária é formulada sem flúor ou aditivos que possam fazer mal à saúde dos cães e gatos. Tem sabor agradável, e os pets gostam de ficar lambendo o produto enquanto seus dentes são higienizados. Isso facilita a rotina de escovação dental, pois recebem a pasta como se fosse um petisco”, recomenda a especialista.

Algumas marcas de medicamentos veterinários possuem uma linha odontológica e oferecem produtos como o creme dental. É o caso da Soft Care, marca veterinária do Grupo Pet Society. A Dental Guard é uma opção bastante recomendada pelos profissionais e técnicos de veterinária. É importante pesquisar em pet shops, se oferecem produtos como creme dental pet.

O uso frequente do creme dental a longo prazo, previne uma série de doenças ao animal. “A pasta de dente feita para animais tem sabor palatável, não precisa ser enxaguada e pode ser engolida. Além de não conter substâncias nocivas, elas podem ser complementadas com ingredientes que ajudam a desorganizar a placa bacteriana, previnem a gengivite e o mau hálito”, alerta Dra. Ribas.

Saúde começa pela boca

Como já citado, de fato a saúde – tanto nossa quanto dos pets – começa pela boca. Acompanhamento odontológico é fundamental para tratar os pets e aumentar a sua expectativa de vida, podendo tê-los por perto durante mais tempo.

A médica veterinária alerta que, além da boca, o tratamento pode prevenir doenças em outros órgãos – doenças essas, que entram pela boca. “Muitos trabalhos científicos relacionam a doença periodontal com problemas em órgãos vitais como coração, fígado e rins”, declara.

“Sendo assim, prevenindo a doença periodontal estamos proporcionando longevidade e qualidade de vida aos nossos pets. A melhor forma de evitar a doença periodontal é realizar uma rotina de cuidados orais: escovação dental, uso de produtos que auxiliem no controle da placa bacteriana e visita regular ao dentista veterinário”, finaliza Dra. Maria Izabel Ribas.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Biovet proporciona ao mercado Pet brasileiro “Vet para todos”

Ações do CRMV-BA comemoram o mês do médico-veterinário com palestras

Mais estudos sobre a saúde mental de veterinários brasileiros podem evitar suicídios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Qual será o papel da nutrição nas doenças hepáticas em cães e gatos de companhia?

Special Dog Company contrata profissionais

Special Dog Company abre 40 vagas de trabalho para atuação na sede