Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Inovação e Mercado

Lei da microchipagem é regulamentada no Rio de Janeiro (RJ)

Decreto obriga registro geral de animais no município
Por Equipe Cães&Gatos
cropped view of man holding syringe for microchipping spitz dog on pink
Por Equipe Cães&Gatos

A lei que estabelece a obrigatoriedade do Registro Geral de Animais (RGA) foi regulamentada pela Prefeitura do Rio por meio de decreto publicado na última segunda-feira (22).

Após o registro e a microchipagem de cães e gatos na cidade, os dados serão inseridos na plataforma digital Sisbicho, e o sistema informatizado emitirá um documento comprovante do RGA, na forma de carteira timbrada e numerada, encaminhada ao e-mail do tutor.

A identidade digital de cães e gatos cariocas é gravada em um chip do tamanho aproximado de um grão de arroz. O dispositivo, aplicado sob a pele do animal, ficará disponível nas unidades de atendimento veterinário do Instituto Municipal de Vigilância Sanitária (Ivisa-Rio) e em ações itinerantes promovidas pela Secretaria Municipal de Saúde, que levam o serviço à população.

Caso o animal fuja, poderá ser identificado pelo microchip por qualquer médico veterinário que tenha cadastro no Sisbicho. Além disso, a medida auxiliará no censo de cães e gatos cariocas e na formulação de políticas públicas no município.

De acordo com o decreto, estabelecimentos e profissionais autônomos que fazem registro e microchipagem de animais devem providenciar credenciamento no Ivisa-Rio e cadastrar na plataforma Sisbicho todos os cães e gatos microchipados e registrados em seus bancos de dados.

Fonte: G1, adaptado pela equipe Cães e Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Por que cachorros abanam a cauda?

Ansiedade Canina: veterinário explica como lidar com a condição

Influenza aviária no Brasil: o que sabemos até agora?

NewsLetter

Cadastre-se agora e receba nossos boletins e atualizações em seu email. 

Integração
Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!