in

Médica-veterinária explica sobre bartonelose, a doença da arranhadura do gato

A doença é transmitida aos animais pelas pulgas, e a melhor forma de prevenção é a utilização de ectoparasitas. Por ser uma zoonose, a atenção deve ser redobrada

Ensinar os tutores de que a boa saúde dos animais de companhia é importante não apenas para os próprios pets, mas, também, para os seres humanos faz parte do trabalho do médico-veterinário. 

Há doenças zoonóticas importantes que os tutores de gatos precisam conhecer, como é o caso da bartonelose, que, segundo a médica-veterinária especializada em Medicina Felina, Vanessa Zimbres, é uma doença infecciosa causada por bactérias do gênero Bartonella. “Em especial, a espécie Bartonella henselae é a mais comumente isolada em gatos domésticos e é responsável pela chamada doença da arranhadura do gato”. 

Segundo Vanessa Zimbres, o principal vetor da bactéria para o gato é a pulga Ctenocephalides felis, entretanto, outros vetores, como carrapatos, também podem estar associados à transmissão. “Por isso, essa doença é mais comum em áreas de clima quente com alta umidade”, afirma e completa que a propagação para gatos se dá quando o artrópode infectado pela bactéria inocula as fezes em uma ferida. “Não ocorre contaminação de gatos para gatos por meio do contato direto entre eles, mordidas, arranhões, compartilhamento de caixas de areias ou mesmo ingerindo pulgas ou fezes de pulgas. A transmissão transmamária ou transplacentária também não ocorre, apesar de os gatinhos receberem anticorpos anti bartonela no colostro”. 

Nos humanos, a transmissão da bactéria ocorre por meio de arranhões de gatos contaminados com fezes de pulgas, explica a médica-veterinária. “Uma forma menos comum é por mordida. A bactéria, portanto, é transmitida, principalmente, por meio da inoculação de fezes de pulgas contaminadas nos humanos quando a bartonella entra na corrente sanguínea. Por isso, as unhas dos gatos, quando estão sujas de fezes de pulgas, são a principal forma de inoculação da bactéria nos humanos”. 

Leia a reportagem completa, gratuitamente, em nossa revista on-line. Acesse já!  

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Alguns comportamentos felinos são considerados formas de comunicação com o tutor

CFMV homologa emissão de títulos de especialista em animais selvagens e em endocrinologia

Instituto de Estudos Avançados da USP lança livro sobre comunidades e famílias multiespécies

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

gráfico

Divisão de Saúde Animal da Boehringer Ingelheim registra crescimento global de 6,2%

gato no frio

Veterinária afirma que os cuidados com a saúde felina devem ser redobrados no inverno