in

Médica-veterinária pontua danos que o chocolate pode causar à saúde animal

A páscoa está chegando e, por isso, vale lembrar alguns cuidados fundamentais para preservar os pets

A época mais doce do ano está chegando, a páscoa, e com ela alguns cuidados necessários para preservar a saúde dos animais de companhia. É sempre bom reforçar os perigos que o chocolate pode causar aos pets. Segundo a médica-veterinária especializada em medicina felina, Vanessa Zimbres: “O chocolate contém cafeína e Teobromina, um derivado do cacau comprovadamente tóxico para os animais. Além disso, o açúcar e a gordura, presentes no doce, também não são bons para os gatos. Por isso, o consumo definitivamente não pode ser realizado”.

A médica-veterinária também é proprietária da Clínica Gato é Gente Boa e levanta os principais sinais que prejudicam a saúde dos felinos após consumir o chocolate. “Tanto a cafeína quanto a teobromina são estimulantes que elevam a frequência cardíaca, a inquietação e a euforia, podendo levar a quadros de vômitos, diarréia, aumento da sede, queda na pressão arterial, lesões renais e tremores musculares, que podem evoluir para convulsão e o coma”, explica.

Vale lembrar que a intensidade dos sintomas e o nível de toxicidade dependem da quantidade do produto ingerida, embora qualquer quantidade seja tóxica para os gatos. De acordo com a profissional, os rins dos felinos são extremamente sensíveis e é importante ficar atento até aos sinais mais “nocivos”.

De acordo com a profissional, os rins dos felinos são extremamente sensíveis e é importante ficar atento até aos sinais mais “nocivos”
De acordo com a profissional, os rins dos felinos são extremamente sensíveis e é importante ficar atento até aos sinais mais “nocivos” (foto: reprodução)

Atenção é fundamental

Vanessa explica que curiosamente é mais comum cachorros se intoxicarem ao consumir o doce, já que os felinos não têm a capacidade de sentir o sabor doce, no entanto, a preocupação nesse caso é devido ao leite. “Como o chocolate apresenta leite na composição, isso interessa aos gatos. Dessa forma, eles acabam ingerindo os demais ingredientes”.

Caso ocorra a ingestão, Vanessa orienta: “Independentemente se o gato ingeriu muito ou pouco, busque atendimento veterinário, de preferência especializado. Várias manobras podem ser feitas para diminuir a absorção do chocolate no organismo do animal, bem como o controle dos sinais de intoxicação. Hidratação, nesse momento, é fundamental para preservar os rins”.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

A nutrição está presente e transforma a vida dos animais todos os dias

RJ constrói viaduto para reduzir o número de acidentes envolvendo animais silvestres

Mato Grosso recebe o primeiro equipamento de tomografia veterinária do Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

gato no vet

Doenças causadas por bactérias prejudicam qualidade de vida dos animais de companhia

castração

Além de gravidez indesejada, castração ajuda a prevenir diversas doenças nos pets