Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Clínica e Nutrição

O que é medicina complementar e quais seus benefícios para os pets?

As terapias complementares auxiliam no tratamento de algumas doenças, mas ainda não são muito conhecidas pelos tutores
Por Equipe Cães&Gatos
medicina complementar
Por Equipe Cães&Gatos

Se engana quem acha que medicina chinesa, acupuntura, quiropraxia, laserterapia, entre outras medicinas complementares, são só para humanos. Os tratamentos complementares para pets estão ganhando cada vez mais força e são utilizados, basicamente, com as mesmas técnicas utilizadas nos humanos.

Os métodos indicados e a duração de cada tratamento variam conforme o estado geral do paciente e sua doença. Aqueles que estão enfrentando quadros agudos, geralmente, vão necessitar de tratamentos mais curtos, já os que sofrem de condições crônicas provavelmente terão um acompanhamento mais longo e, às vezes, por toda a sua vida.

Pensando em todos os benefícios, o Veros Hospital Veterinário proporciona a todos seus pacientes a oportunidade de terem acesso à todas as terapias complementares em qualquer cenário, para qualquer espécie, sejam no ambulatório, na internação semi-intensiva e até na UTI, contando para isso com veterinários especializados prontos para cuidar da saúde do seu pet como ele merece.

Entenda um pouco mais abaixo cada uma das terapias complementares oferecidas no hospital e seus benefícios:

Quiropraxia: É uma terapia manual, não invasiva, que se utiliza de ajustes feitos com as mãos, para realinhar a coluna e corrigir desarranjos articulares que podem causar dores e limitação dos movimentos, inclusive é o mesmo feito em humanos. O objetivo consiste em estimular os reflexos neurológicos e melhorar a movimentação articular em regiões onde se encontra limitada, trazendo de volta a comunicação do sistema nervoso com o corpo. Além disso, tem ação analgésica, melhora a irrigação e nutrição dos tecidos aumentando o fluxo sanguíneo e a qualidade dos impulsos nervosos. É capaz também de relaxar a musculatura e pode ajudar a corrigir posições e posturas anormais.

A principal contraindicação é a instabilidade articular, ou seja, em casos de fraturas, luxações e osteoporose. Mas mesmo nestes casos, não se exclui totalmente a possibilidade do animal poder passar por uma sessão, os ajustes ainda poderão ser feitos no restante do corpo, longe da área acometida com a fratura, por exemplo.

Todos os tratamentos devem ser acompanhados por um profissional da área (Foto: reprodução)

Medicina Chinesa: A MTC é muito empregada em pacientes oncológicos, no controle dos efeitos colaterais da quimioterapia, em doentes renais, dermatopatias alérgicas, doenças respiratórias e em uma infinidade de situações. No Veros é disponibilizado a MTC para ajudar a acelerar a recuperação dos pacientes internados e é justamente esse o objetivo das técnicas complementares: ajudar o pet a alcançar a saúde o mais rápido possível otimizando os tratamentos da Medicina Ocidental. 

Qualquer pet, independente da espécie, seja cão, gato, silvestre, cavalo, bovino, pode se beneficiar dela. Ela traz ferramentas extras para tratamentos de animais, sejam jovens ou idosos, receptivos ou não tanto.

Laserterapia e termografia: Laserterapia é o tratamento por meio de energia luminosa emitida por raio laser de baixa potência. Esta energia quando atinge os tecidos, provoca uma reação química nas células sensíveis à luz, bioestimulando as células danificadas. Estas reações acontecem dentro de todos os tecidos vivos, melhorando os processos inflamatórios e infecciosos.

Termografia é o estudo da variação de temperatura corporal, importante para se detectar alterações de temperatura nas diversas partes do corpo dos animais, o que pode indicar um processo inflamatório.

Não são terapias invasivas, mas necessitam alguns cuidados: para a Laserterapia é necessária a proteção dos olhos tanto do médico como também do animal, e a termografia apenas mede o quanto de calor o animal está emitindo. O equipamento absorve a irradiação calórica e transforma em imagem colorida.

Em São Paulo, não há hospitais veterinários realizando termografia em suas rotinas de exames, como o Veros. Além de proporcionar o acompanhamento por parte do tutor e do médico veterinário com relação à evolução do tratamento. Já com a termografia, é possível mensurar quantitativamente o tratamento empregado, ou seja, medindo a temperatura do local onde foi aplicado o tratamento, descobrindo se aquela região está melhorando ou não.

Ozonioterapia: Terapia que utiliza o gás ozônio para cuidar da saúde do animal. Seus principais objetivos são o alívio da dor e da inflamação, a cicatrização, a modulação da imunidade e o combate às infecções. É possível aplicá-lo em forma de gás, injetar em pontos, aplicar de forma sistêmica, utilizar o óleo ozonizado em feridas e até usar o soro ozonizado em regiões infeccionadas.

É indicado iniciar o tratamento quando identificar no paciente dores; feridas de difícil cicatrização; pacientes que apresentam infecções recorrentes, alterações de imunidade ou problemas dermatológicos. Não são procedimentos que demandam anestesia e muitos animais mostram relaxamento durante as sessões, por isso, qualquer animal pode realizar o tratamento. É bem indicado para pets mais velhos.

Todos os tratamentos devem ser acompanhados por um profissional da área e o Veros oferece atendimento 24 horas para cuidar dos animais com todo o apoio e tecnologias disponíveis, proporcionando, assim, uma experiência completa.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães e Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Médico-veterinário militar comenta desafios da profissão

PET South America espera novo recorde de público em 2023

Simpósio aborda participação feminina na Medicina Veterinária

NewsLetter

Cadastre-se agora e receba nossos boletins e atualizações em seu email. 

Integração
Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!