in

Padrão de qualidade: FMVZ-USP inicia processo avaliativo para obtenção de acreditação europeia

A acreditação é reavaliada a cada sete anos e é realizada pela Associação Europeia de Estabelecimentos para Educação Veterinária

A Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, da Universidade de São Paulo (FMVZ-USP), recebe a visita da comissão da The European Association of Establishments for Veterinary Education (Associação Europeia de Estabelecimentos para Educação Veterinária, EAEVE), órgão responsável pela acreditação de instituições de ensino em Medicina Veterinária na Europa, entre os dias 16 e 19 de novembro. A Acreditação Internacional é um processo de avaliação institucional, realizado por uma associação estrangeira, que visa a obtenção de Acreditação do curso de Medicina-Veterinária. A FMVZ desenvolveu um site específico para esse processo, clique aqui para saber mais.

Nessa primeira etapa, três avaliadores vão reunir informações para a elaboração de um relatório com apontamentos sobre possíveis deficiências que precisam ser corrigidas. O processo termina com uma segunda visita, que deverá ocorrer no fim de 2022.  A acreditação é reavaliada a cada sete anos.  

A EAEVE foi fundada em 1988, em Maisons-Alfort, França. Atualmente, sua sede está localizada em Viena, Áustria. Tem a missão de avaliar, promover e desenvolver ainda mais a qualidade e o padrão dos estabelecimentos de Medicina Veterinária e seu ensino nos países membros da União Europeia (UE).

Processo avaliativo leva à reflexão ampla sobre os pontos fortes e fracos e os diferenciais da Faculdade (Foto: reprodução)

Importância e benefícios

A obtenção da acreditação internacional pela EAEVE indicará que o ensino ministrado pela FMVZ-USP obedece aos mesmos padrões europeus de qualidade em educação na Medicina Veterinária; reforçará o renome da Faculdade e da USP no Brasil e no mundo. Além disso, a Faculdade será a primeira instituição latino-americana com a chancela da Associação.

O processo avaliativo leva à reflexão ampla sobre os pontos fortes e fracos e os diferenciais da Faculdade. O reconhecimento facilita os processos de intercâmbio de estudantes e  de duplo diploma com escolas de Medicina Veterinária da comunidade europeia que já obtiveram a acreditação. Torna possível o estabelecimento de mais parcerias com instituições da Europa e facilita a negociação de isenção de taxas acadêmicas e intercâmbios para o  corpo discente e docente. Além disso, facilita para que graduandos e egressos possam estagiar e trabalhar no continente europeu.

Para se submeter ao processo de  avaliação para a obtenção da acreditação, a diretoria da Faculdade formou uma comissão com 20 docentes, oito funcionários e 13 alunos de graduação. Foi necessário o envio do Self Evaluation Report, um relatório com 100 páginas, que reuniu informações sobre os diversos aspectos do ensino de Medicina Veterinária na FMVZ como: estrutura administrativa (incluindo a da USP); comissões existentes e suas funções; matriz curricular e a estruturação acadêmica da pós-graduação e da residência; planilha de indicadores; descrição de como foram superados os desafios da pandemia da Covid-19 e análise SWOT da Faculdade, estratégia empresarial para análise geral de desempenho. 

Fonte: FMVZ-USP, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Alguns comportamentos felinos são considerados formas de comunicação com o tutor

CFMV homologa emissão de títulos de especialista em animais selvagens e em endocrinologia

Instituto de Estudos Avançados da USP lança livro sobre comunidades e famílias multiespécies

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

atendimento domiciliar

CRMV-RJ orienta sobre atendimento domiciliar veterinário e suas responsabilidades éticas

pesquisadora

Pesquisadora da FCVA-Unesp recebe prêmio principal patrocinado pela PremieRpet