in

Pet South America e Pet Vet movimentaram R$ 4,1 milhões em rodadas de negócios

Feiras atraíram mais de 20 mil pessoas nessa retomada de eventos presenciais

Depois da distância provocada pela pandemia, os profissionais dos mercados pet e veterinário puderam se reencontrar fisicamente na Pet South America e na Pet Vet, realizadas de 30 de novembro a 02 de dezembro, no São Paulo Expo, capital paulista. “A expectativa pelo reencontro era enorme. Ainda assim, superou nossas estimativas. Tivemos 21 mil pessoas no pavilhão, felizes e animadas com a volta dos eventos presenciais”, afirmou o presidente da NürnbergMesse Brasil, empresa responsável pelas feiras, João Paulo Picolo. 

Para tornar o reencontro possível, a multinacional firmou uma parceria com o Hospital Albert Einstein e contratou uma empresa de biossegurança. O resultado foi um público cumprindo todas as normas sanitárias, deixando a retomada segura e eficaz. Só a rodada de negócios, promovida pelas duas feiras, para conectar vendedores a compradores, movimentou R$ 4,1 milhões em 89 reuniões realizadas em apenas duas horas.

A vice-presidente da Pet Society, Marly Fagliari, declarou que não tem o que substitua uma feira presencial. “Quando você está apresentando um produto ou um lançamento, a pessoa quer sentir o cheiro, a textura, quer entender o produto. E isso não tem como substituir”, afirmou. Na visão da executiva, a feira foi muito importante para alavancar lançamentos, cultivar relacionamentos e conquistar novos clientes, principalmente agora, no pós-pandemia, quando se tem visto muita gente interessada em ingressar no mercado pet. 

Em 2022, as feiras acontecem de 17 a 19 de agosto, no São Paulo Expo (Foto: divulgação)

Atrações 

As feiras ainda contaram com atrações especiais, que agradaram bastante o público. Na Pet South America, o Mastergroom, maior competição de tosa e estética animal do mundo, os looks dos quase 600 competidores foram um show à parte. Para quem competiu, foi um momento único. “O Mastergroom, não só para mim como para todos os competidores, serve de incentivo, dá um ânimo para seguirmos na profissão. O reconhecimento pelo nosso trabalho é muito gratificante”, contou a vencedora na bateria Wahl Class Competition, Karen Lucy Pet. Participaram do evento, ao todo, três juízes internacionais e mais de 15 juízes brasileiros, que avaliaram os competidores em mais de 20 horas de disputas.

No “Pet Comportamento”, atração organizada em parceria com a Pet Games, profissionais puderam acompanhar uma série de palestras dedicadas a adestradores, dog walkers, cuidadores, entre outros que desejavam aprimorar suas habilidades. Já o “Pet  Desenvolve – Nova Gestão de Clínicas e Pet Shops” ajudou empreendedores a aprimorar a gestão financeira e estratégica do negócio, e deu orientações sobre marketing digital e e-commerce, em uma parceria com a Vet Coaches. 

No Congresso Técnico da Pet Vet, o médico-veterinário Rodrigo Rabello fez um apelo para que mais gente se especialize em tratar animais selvagens, como leões, jacarés, onças e jaguatiricas. Segundo ele, além da biodiversidade, existe outro fato que exige a atuação desses profissionais: o tráfico de animais, o terceiro maior comércio ilícito do mundo, atrás apenas do tráfico de drogas e de armas. A apreensão desses animais implica no acompanhamento de profissionais especializados para reabilitação e, em alguns casos, para reintrodução à natureza. “Eu queria que todo mundo tivesse essa sensação um dia. Eu tenho vontade de chorar quando falo nisso! É um trabalho muito importante”, emocionou-se.

Edição 2022

Passadas as duas feiras, a NürnbergMesse Brasil já pensa na edição de 2022 e anuncia as datas dos eventos que acontecem no ano que vem: de 17 a 19 de agosto, no São Paulo Expo. Para a edição, promete novidades e uma experiência ainda mais incrível. “Este ano ainda fomos impactados pela pandemia, mas no próximo esperamos que a situação esteja 100% controlada no Brasil e que todos possam participar deste encontro que é fundamental para os setores pet e veterinário”, revelou o presidente da NürnbergMesse Brasil, João Paulo Picolo. 

O crescimento do setor, segundo o executivo, deve continuar acelerado, o que deve atrair os novos empreendedores que começaram a atuar na área, além dos tradicionais parceiros que fazem com que o evento seja reconhecido em toda América Latina. “O mercado pet vem ganhando cada vez mais espaço, visibilidade e competitividade. Isso gera uma exigência cada vez maior, o que faz com que a gente precise se superar a cada ano. E é isso o que vamos fazer na Pet South America e na Pet Vet de 2022”, concluiu. 

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

A partir de 2022: FMVZ-Unesp terá Curso de Especialização em Ciência dos Alimentos

CRMV-SP passa a realizar evento único para premiação de veterinários e zootecnistas

Câncer de pele em pets: como prevenir, tratar e saber a hora certa para a eutanásia?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Hospital em BH

Vetor Norte de Belo Horizonte receberá hospital veterinário com 1.800 metros quadrados

Evento em 2025

“World Small Animal Veterinary Association” acontecerá em 2025, no Rio de Janeiro