Cães e gatos logo

Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Marketing e Produtos

PremieRpet lança alimento específico para cães da raça Pug

Formulação avançada considera as necessidades nutricionais e características únicas dessa raça
Por Equipe Cães&Gatos
pug
Por Equipe Cães&Gatos
Novo alimento visa minimizar os principais problemas de saúde da raça (Foto: reprodução)

Pug é uma das raças de cães de pequeno porte mais amadas pelos tutores brasileiros. Com seus olhos expressivos e o característico focinho achatado, é muito carinhoso, inteligente e brincalhão. Tende a ser sociável e tornar-se um companheiro inseparável, que adora estar no colo do tutor. Suas características particulares se somam a algumas fragilidades que demandam cuidados regulares, inclusive com a alimentação, para que tenham uma vida mais saudável e longeva.

Pensando nessas necessidades particulares e com base nos mais avançados conhecimentos científicos, a PremieRpet, pioneira no desenvolvimento de uma linha de alimentos para Raças Específicas no mundo, traz ao mercado um alimento sob medida para os Pugs, desenvolvido com ingredientes nobres e alta tecnologia.

“Este lançamento segue o conceito da linha PremieR Raças Específicas, com benefícios que visam minimizar os principais problemas de saúde da raça e auxiliar o pleno desenvolvimento de suas características típicas desejáveis, com tudo o que o pet necessita em nutrição para manter sua saúde e beleza”, aponta Fernando Jun Suzuki, diretor de marketing de produtos e trade marketing da PremieRpet.

Entre os principais benefícios de PremieR Raças Específicas Pug, estão:

Tamanho do grão: com focinho curto, o Pug pode ter dificuldade em ingerir alguns tamanhos e formatos de grãos e, consequentemente, engolir ar enquanto comem, o que causa flatulência. Por isso, o alimento oferece grãos em formato especial que facilitam a preensão e estimulam a mastigação.

Nutrição específica: os cães da raça são propensos a problemas articulares devido à sua estrutura física. Por isso, o alimento específico contém ingredientes que promovem suporte articular com a associação exclusiva de beta-glucanos, EPA, DHA, condroitina e glicosamina. A pele e pelagem, também sensíveis no Pug, são favorecidas pela formulação que contém ácidos graxos essenciais ômegas 3 e 6, biotina e zinco.

Controle de peso: a tendência ao ganho de peso ao longo da vida, por ser menos resistentes ao esforço físico, é outra característica do Pug que ganhou especial atenção na formulação do alimento. Por isso o produto contém níveis reduzidos de gorduras e calorias, é enriquecido com proteínas para manutenção da massa magra e L-carnitina que auxilia na metabolização da gordura. Dessa forma, a nutrição favorece a manutenção do peso saudável para evitar os problemas relacionados ao sobrepeso e à obesidade.

Saúde intestinal: cães braquicefálicos (com a mandíbula mais curta) podem ser mais predispostos aos problemas do aparelho digestivo. Por isso o alimento específico para Pug traz uma combinação de ingredientes de alta digestibilidade, fibras especiais e prebiótico, favorecendo um intestino saudável. Além disso, a formulação contém o extrato de yucca e ingredientes de alta digestão, que promovem redução no odor e volume das fezes, favorecendo a rotina desses cães que vivem dentro de casa e em contato próximo com seus tutores.

“Assim como todos os nossos alimentos da linha PremieR Raças Específicas, o lançamento para a raça Pug também é livre de corantes e aromatizantes artificiais, não contém ingredientes transgênicos e só utiliza ovos provenientes de galinhas livres de gaiolas (cage free), proporcionando uma nutrição mais natural e saudável ao longo de toda a vida do pet”, complementa Suzuki.

PremieR Raças Específicas Pug chega ao mercado no sabor frango, com opções para Filhotes (1 kg e 2,5 kg) e Adultos (1 kg, 2,5 kg e 7,5 kg).

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães e Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Como os animais associam músicas e gêneros musicais?

Como desbloquear o potencial do médico-veterinário?

Pneumonia é uma doença comum na clínica de animais de companhia

Compartilhe este artigo agora no