Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Inovação e Mercado

Produção de ração para cães e gatos cresce 6,3% em 2023

Sindirações divulga o balanço do ano para o setor de alimentação animal
Por Equipe Cães&Gatos
Dry pet food.
Por Equipe Cães&Gatos

O Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal (Sindirações) divulgou o balanço de 2023 do setor de alimentação. Resumidamente, de janeiro a setembro, a produção de rações avançou quase 2% e somou 62,6 milhões de toneladas. O desdobramento revela que houve incremento de 6,3% no caso dos cães e gatos. 

O CEO do Sindirações, Ariovaldo Zani pontua que a produção acumulada de aproximadamente 62,6 milhões de toneladas de rações e concentrados no primeiro semestre revelou-se quase 2% superior àquela do mesmo período do ano passado, muito embora, os montantes alcançados no primeiro e segundo trimestres de 2023 praticamente encontraram equivalência. 

“A perspectiva no horizonte anual reserva amplas variações, à exemplo do avanço das rações para frangos de corte e alimentos para cães e gatos que caracteriza movimento contrário ao retrocesso apontado na alimentação industrializada do plantel leiteiro, prejudicado pela retração no consumo doméstico dos lácteos e das importações de leite que quase dobraram ainda no primeiro semestre”, complementa.

full frame image of pile of pet food background
Tendências em nutrição animal e aditivos para rações que devem se destacar são aquelas voltadas a mitigação da pegada de carbono (Foto: reprodução)

As estratégias da indústria de alimentação animal para enfrentar os desafios e oportunidades de 2024, de acordo com o Sindirações, focam no planejamento apropriado para garantia de suprimento dos macros ingredientes influenciados pelo desempenho das safras de milho, farelo de soja, cereais de inverno etc., e dos micros ingredientes, notadamente as vitaminas, enzimas e demais aditivos importados e precificados em dólar. 

Já as tendências em nutrição animal e aditivos para rações que devem se destacar são aquelas voltadas a mitigação da pegada de carbono, ou seja, da descarga poluidora (nitrificação, eutrofização, matéria orgânica) e da emissão dos gases do efeito estufa.

Fonte: Sindirações, adaptado pela equipe Cães e Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Veterinárias citam principais doenças infecciosas em cães e gatos recém-nascidos 

Enfeites, ceia e rojões: cuidado com seu pet 

Uso inadequado de produtos veterinários causa risco à saúde humana

NewsLetter

Cadastre-se agora e receba nossos boletins e atualizações em seu email. 

Integração
Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!