in

Reconhecimento: Médico-veterinário da FMVZ-Unesp recebe Moção de Congratulações

Guilherme Marchetti foi professor do Cursinho Pré-Vestibular da Faculdade e estagiou na Polícia Científica

O médico-veterinário Guilherme de Abreu Marchetti, graduado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, da Universidade Estadual Paulista (FMVZ-Unesp), recebeu, da Câmara Municipal de Botucatu, no dia 29 de novembro, uma Moção de Congratulações pelos bons serviços prestados à coletividade. Aprovada por unanimidade, a Moção destaca a atuação de Marchetti “dividindo sua sabedoria com os demais na esperança de uma sociedade futura mais promissora, consciente e bem servida”.

O veterinário, que integra o Programa de Residência em Área Profissional da Saúde, com orientação do Prof. Titular José Rafael Modolo, e compõe a equipe que atua no diagnóstico de Covid-19 junto ao Instituto de Biotecnologia (IBTEC), teve atuação destacada durante seu período acadêmico em atividades que, além de colaborar para complementar sua formação profissional, geram benefícios para a sociedade.

Ele atuou por vários anos como membro da coordenação e professor do Cursinho Pré-Vestibular da FMVZ, voltado para alunos carentes. Marchetti fez parte do grupo de acadêmicos que, ao lado da atual coordenadora, professora Noeme Sousa Rocha, idealizou o cursinho, em 2015. Centenas de jovens botucatuenses foram beneficiados pelo Cursinho ao longo dos anos.

Valendo-se de um convênio entre a Unesp e o Instituto de Criminalística do Estado de São Paulo, realizou estágio teórico-prático em serviço junto à Polícia Técnico Científica, área ainda pouco procurada por médicos-veterinários. Trabalhou com a equipe de perícia criminal, especialmente na realização de perícias relacionadas a entorpecentes, crimes contra animais e exames grafotécnicos. “Aprendi muito durante a vivência no Instituto de Criminalística. Após, fiz um curso de Ciências Forenses com certificação internacional que me habilitou a atuar em diversos segmentos”, declara. Transcorrido o tempo previsto, renovou vínculo e continuou colaborando com a Polícia. Sua carga horária total foi de 1320 horas.

“Sinto muita satisfação por ter feito um bom trabalho e por ter esse reconhecimento”, diz Guilherme Marchetti (Foto: divulgação)

No período que precedeu a sua volta para a FMVZ, para atuar junto ao serviço de Planejamento em Saúde Animal e Saúde Pública, Marchetti realizou muitas perícias nomeado pelos juízes da comarca de Botucatu e em outras cidades do Estado, a nível Estadual e Federal. Seu trabalho nessa área foi considerado excelente e todos os laudos que realizou foram acolhidos na íntegra. “Para que alguém preste serviço técnico-pericial é preciso receber uma certificação baseada em algo que realizou, que se destaque, uma expertise. Como eu fiz o treinamento dentro da Polícia Científica, recebi uma carta de reconhecimento pelo serviço, que descreve e qualifica para exercer esse tipo de função pela prática, mas complementado e desenvolvido com uma série de cursos de aperfeiçoamento e capacitação”, explica.

O veterinário já foi convidado várias vezes, inclusive pela professora Noeme, para ministrar aulas e palestras sobre perícia criminal para alunos de graduação e pós-graduação e foi com ela que seu interesse pela área surgiu. “É um campo de atuação para o médico-veterinário que não é tão conhecido. A FMVZ é uma das poucas escolas que têm essa área. Infelizmente, existem muitos casos de crimes contra animais. Seria importante ter a presença de um médico-veterinário nesses serviços. Durante o período que fiquei lá, aprendi muito, mas também ajudei muito, especialmente nessa parte de crimes contra animais. A professora Noeme sempre destacou a seriedade e a responsabilidade que envolve essa área. Muita gente não quer ter contato com esse universo, mas é necessário ter alguém que faça o serviço para que a justiça possa acontecer. Então, é importante, como função social, por mais que seja desafiador do ponto de vista psicológico. Além disso, como profissional da saúde, entendo como sendo dever, já que muitas questões, como abates clandestinos e comércio ilegal de carne de caça, geram grande risco à Saúde Pública”, argumenta.

Pela sua atuação como perito, Marchetti também recebeu o Prêmio Excelência e Qualidade Brasil, conferido pela Associação Brasileira de Liderança, em solenidade realizada no dia 23 de novembro, no Esporte Clube Sírio-Libanês, na capital paulista. A indicação para o prêmio é anônima e a escolha criteriosa. Na inscrição do certificado, Marchetti é citado como “médico, ilustre perito, professor e cidadão que acrescenta à nação” e exemplo digno de ser seguido por todas as pessoas de boa fé, honestas e de caráter voltado em prol de uma sociedade mais igualitária, justa e perfeita”. Nessa mesma solenidade, foi laureado com o título vitalício de Comendador, recebendo honrarias como placa de diplomação, medalha, selo de qualidade para os documentos que vier a assinar, sendo reconhecido como “destaque entre os melhores do Brasil”.

Distante de querer deixar de aprimorar-se, comemora os prêmios e homenagens, encerrando ciclos e buscando novos desafios. “Sinto muita satisfação por ter feito um bom trabalho e por ter esse reconhecimento. Também tenho um grande sentimento de gratidão para com a FMVZ, pois o nome da Faculdade faz uma diferença muito grande para que se tenha oportunidades, haja visto o reconhecimento institucional. Além disso, foi aqui que me desenvolvi como professor, profissional da saúde e pessoa. Também sou muito grato ao perito Ralph Gomes de Oliveira e à equipe de perícias criminais de Botucatu, pelo acolhimento, treinamento e atuação que tive. Foi uma experiência muito rica e a confiança e o apoio de todos foi muito importante”, finaliza.

Fonte: FMVZ-Unesp, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Luto pela perda de um animal de estimação ainda é desmerecido por muitas pessoas

Câncer de pele em pets: como prevenir, tratar e saber a hora certa para a eutanásia?

CRMV-MG coíbe realização de mutirão de castração sem estrutura adequada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

tumor

WSAVA divulga estudo sobre conhecimento oncológico de médicos-veterinários

premiação CRMV-SP

CRMV-SP passa a realizar evento único para premiação de veterinários e zootecnistas