Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Pets e Curiosidades

Seu cão dorme em cima da sua roupa? Entenda melhor este comportamento

O comportamento dos cães indica diversos sinais, seja de estresse, tédio, solidão e frio
Por Equipe Cães&Gatos
cachorro com roupa
Por Equipe Cães&Gatos

Se durante a noite ou sempre que você volta para casa encontra seu cão deitado em alguma peça de roupa sua, é muito provável que você se pergunte “por que meu cachorro deita na minha roupa” ou “por que meu cachorro deita na minha roupa suja”.

- PUBLICIDADE -

Na grande maioria dos casos, esse comportamento indica que o cachorro busca o cheiro do seu humano para se sentir mais seguro e confortável em seu ambiente. Portanto, por um lado, o fato de isso acontecer indica que há um vínculo positivo entre você e seu cachorro. Por outro lado, quando esse comportamento se repete diariamente ou com frequência excessiva, pode ser um sinal de que seu cachorro se sente inseguro, entediado ou até estressado com sua rotina. Nestes casos, logicamente, você deverá intervir com o propósito de otimizar a qualidade de vida do seu melhor amigo.

Tenha em mente que a adaptação dos cães é um processo, e que cada cão levará seu próprio tempo para se sentir seguro em um ambiente totalmente novo para ele (Foto: Reprodução)

Afeto

Se você tem um belo vínculo com seu cachorro, provavelmente você é sua pessoa de referência. Ou seja, é a você que seu cachorro recorrerá sempre que precisar ou desejar algo, seja alimentar-se, passear, receber carinho, sentir-se protegido ou simplesmente estar acompanhado.

Além disso, os cachorros são animais sociais que, em estado natural, viveriam e dormiriam em grupos (nunca sozinhos). Portanto, é natural que seu cachorro goste de ter algo que cheire a você por perto, principalmente na hora de dormir. E, logicamente, suas roupas estão impregnadas com o seu cheiro, especialmente quando ainda não foram lavadas. Portanto, este é o motivo principal pelo qual seu cachorro se deita sobre suas roupas sujas.

Obviamente, isso não significa que seu cachorro tenha preferência por sujeira, mas sim que uma peça sua que ainda não teve contato com produtos de limpeza cheira a você de forma mais intensa. No entanto, dado que o olfato dos cachorros é extremamente desenvolvido, seu peludo também pode “roubar” suas roupas limpas para se deitar sobre elas.

Frio

Outra situação em que os cães gostam de dormir sobre as roupas de seus humanos é quando estão com frio. Eles acham muito conveniente deitar em uma peça que, além de transmitir calor, exala um aroma que promove uma sensação de calma e proteção.

É provável que isso ocorra se você mora em uma região onde as temperaturas são baixas ou se você tem um cachorro que é naturalmente mais sensível ao frio. Neste sentido, vale a pena lembrar que a sensibilidade ao frio nos cães não varia apenas com base no tamanho e tipo de pelagem, mas também na idade e condição de saúde. De fato, os filhotes, os idosos e aqueles que estão lidando com alguma enfermidade costumam ser os que mais sofrem com as baixas temperaturas.

O que fazer?

O mais básico é garantir que seu cão tenha uma cama com um bom enchimento, cujas dimensões sejam compatíveis com o tamanho do corpo dele e que esteja localizada em um ambiente com temperaturas amenas. Neste sentido, se você mora em uma região onde faz muito frio, principalmente durante o inverno, é importante verificar o sistema de aquecimento de sua casa para garantir que as temperaturas não caiam muito na área de descanso do seu cão.

Outra boa opção pode ser elevar um pouco a cama do seu cachorro ou adquirir diretamente uma cama elevada para cães, para evitar que ele durma em contato com a superfície fria do chão. Apenas tenha cuidado com o nível de elevação para que a cama não se torne de difícil acesso, principalmente para cães pequenos ou idosos.

Forneça um espaço aconchegante e confortável para seus pets dormirem (Foto: Reprodução)

Solidão

Se seu cão revira o cesto de roupa suja ou vai ao seu quarto em busca de alguma peça sua sempre que você está ausente de casa, isso pode indicar que ficar sozinho lhe causa emoções negativas, como medo. É precisamente por essa razão que tal comportamento é mais comum em filhotes e em cães adultos que recém chegaram a um novo lar.

Tenha em mente que a adaptação dos cães é um processo, e que cada cão levará seu próprio tempo para se sentir seguro em um ambiente totalmente novo para ele. Portanto, é natural que, nos primeiros dias ou mesmo semanas após chegar a sua nova casa, um cão se mostre um pouco inseguro ou assustado, principalmente quando fica sozinho ou em circunstâncias que envolvem maior vulnerabilidade, como a hora de dormir.

Tédio ou estresse

Existem cães que “roubam” roupas de seus tutores quando estão sozinhos não porque estão com medo, mas porque se sentem entediados. Esse comportamento é manifestado com muito mais frequência quando os cães levam uma rotina sedentária em um ambiente sem brinquedos e espaço para atividades.

Quando você está em casa e seu cão precisa se exercitar ou se divertir, é provável que ele peça para sair para passear ou traga um brinquedo para convidá-lo a brincar. Mas, quando você não está em casa, seu cão deve encontrar em seu ambiente os recursos que lhe permitam satisfazer essas necessidades ou desejos de maneira segura e adequada.

O problema é que, quando esses recursos não estão disponíveis, o cão começa a se sentir entediado e acaba recorrendo às opções à mão para gastar energia e se entreter. É aí que costumam surgir comportamentos que os tutores não consideram agradáveis, como roubar roupas para deitar em cima ou mordê-las, urinar em lugares inadequados, cavar portas ou paredes, latir excessivamente, entre outros.

Nesses casos, a explicação de “porque o cachorro dorme em cima da roupa do dono?” é a seguinte: para liberar um excesso de energia e, assim, obter certo alívio. E além dos danos que o cão pode causar na casa, o aspecto mais alarmante é que, cedo ou tarde, essas mesmas circunstâncias que geram tédio no cão acabarão levando-o a um quadro de estresse, que tem efeitos nocivos em seu comportamento e saúde.

Busque sempre fornecer um espaço confortável para seu pet, enriquecendo o ambiente com brinquedos e itens que possam ajudá-lo a se entreter e gastar energia.

Fonte: Perito Animal, adaptado pela Equipe Cães e Gatos.

LEIA TAMBÉM:
Zootecnistas auxiliam no enriquecimento ambiental dos pets
Veterinária comenta as principais necessidades dos pets durante o inverno
Você sabe o que é e qual a importância do enriquecimento ambiental para pets?

Compartilhe este artigo agora no