in

Veterinários devem lembrar que mundo apresentado nas redes sociais nem sempre é real

Dar uma pausa no consumo desses conteúdos faz bem para a saúde mental

As redes sociais, hoje, são importantes para, além de interagir, divulgar os serviços prestados pelos médicos-veterinários. No último mês, o Brasil – e outras regiões do mundo ficaram sem acesso às redes sociais do Grupo Facebook, o que causou um certo “caos” na comunicação. Mas dar uma pausa das redes é sempre necessário. 

Atualmente, as pessoas estão consumindo muito as redes sociais. É comum escutar que essas redes se transformaram no “currículo” do profissional, então, as interações por meio desses aplicativos aumentaram significativamente. Se manter antenado virou necessidade para os profissionais, principalmente como forma de divulgação do seu trabalho, e o número de seguidores acaba dando uma falsa ilusão de que este é qualificado. É necessário se manter atento a esses pontos, uma vez que o consumo em excesso pode ser prejudicial para a saúde mental, emocional e física já que demanda muita energia, dedicação e esforço do usuário.

O consumo em excesso das redes sociais pode ocasionar consequências negativas para o usuário, como alterações no sono, desorganização na rotina, procrastinação e ansiedade, por exemplo. Por isso, é necessário monitorar o próprio tempo gasto nessas plataformas, com a finalidade de atingir uma boa qualidade de vida com o uso das redes ao mesmo tempo em que a pessoa consiga aproveitar outras atividades fora da tela.

Será que seria possível uma pessoa considerada “viciada” em redes diminuir o uso? É preciso lembrar que cada caso é muito particular. Existem diversas variáveis envolvidas nesse consumo que dependem do estilo de vida de cada indivíduo. Encontrar atividades que sejam tão prazerosas e recompensadoras quanto é essencial para que a pessoa consiga direcionar o foco em algo que não seja a rede social. Tais atividades podem envolver: exercícios físicos, socializar com pessoas próximas, adquirir novos hábitos, entre outras.

Leia o artigo completo da Ekôa Vet em nossa revista on-line. O acesso é gratuito, clique aqui.

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Dia de Combate: câncer de próstata atinge cães e gatos de meia idade a idosos

Profissionais da Medicina Veterinária não podem oferecer promoções de Black Friday

Veterinários e varejo pet aceleram utilização de ferramentas digitais para atingir clientes

(Foto: C&G VF)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

veterinária negra

Veterinária negra narra episódio de racismo e como recebeu auxílio do Afrovet

células-tronco

Plataforma tecnológica de terapias por células-tronco é adquirida pela Ourofino Saúde Animal