in

Vetnil reforça os cuidados com a saúde renal dos animais com campanha Março Pet Renal Vetnil

Iniciativa esclarece as condições relacionadas à Doença Renal Crônica em cães e gatos

As doenças que acometem os rins, em especial a Doença Renal Crônica (DRC), são mais frequentes do que se imagina e acometem cães e gatos, muitas vezes, ainda jovens. Com sintomas iniciais leves e outros inespecíficos, comuns a diferentes enfermidades, a doença evolui lentamente, acometendo os rins mesmo antes de causar sintomas. Por isso, a saúde renal deve ser motivo de atenção dos tutores. As visitas constantes a um médico-veterinário de confiança, com avaliações clínicas e a realização de exames específicos, devem estar entre as prioridades e cuidados básicos para garantir o bem-estar, a qualidade de vida e a longevidade dos pets. Confira abaixo algumas informações importantes sobre o tema:

O que é a campanha Março Amarelo Pet

Para esclarecer as condições relacionadas à Doença Renal Crônica (DRC) e a importância de seu diagnóstico precoce, foi criada a campanha Março Amarelo Pet na Medicina Veterinária. Trata-se de uma enfermidade silenciosa em seus estágios iniciais, porém, irreversível e progressiva. A princípio, pode apresentar sintomas como: maior ingestão de água, maior volume e frequência urinária, perda de peso e redução do apetite, mas, à medida que evolui, sintomas mais graves, como vômitos e diarreia, podem aparecer. Por isso, é de extrema importância realizar visitas frequentes ao médico-veterinário, que poderá fazer o acompanhamento contínuo do animal, solicitar exames específicos quando necessário e sanar as dúvidas dos tutores sobre o tema. O diagnóstico, acompanhamento e tratamento precoces permitem manter a melhor qualidade de vida ao pet.

Nos quadros de DRC, os rins perdem aos poucos sua função, uma vez que a doença é progressiva. A enfermidade apresenta quatro estágios. Assim, quanto antes identificada, maiores são as chances de controle. É importante destacar que cada animal pode apresentar sintomas e necessidades específicas, com tratamentos adequados, que somente um médico-veterinário é capaz de avaliar e prescrever. Conforme a doença avança, o pet precisa de uma avaliação mais frequente. Alguns casos podem necessitar de internação, para um acompanhamento mais intensivo do pet, até que seu quadro estabilize.  

Existem alguns fatores ou doenças que podem aumentar as chances de cães e gatos desenvolverem a DRC
(Foto: reprodução)

Fatores predisponentes da Doença Renal Crônica (DRC)

Existem alguns fatores ou doenças que podem aumentar as chances de cães e gatos desenvolverem a DRC: envelhecimento, doença periodontal e leishmaniose. O envelhecimento é um dos fatores mais associados à DRC. Assim, animais idosos precisam de um acompanhamento maior, com consultas com o médico-veterinário de confiança mais frequentes para que suas condições físicas sejam constantemente avaliadas. As doenças periodontais, como a presença de tártaro nos dentes, causam lesões nos tecidos que sustentam os dentes e podem facilitar a passagem de bactérias para a corrente sanguínea, o que pode desencadear várias outras doenças, dentre elas, a DRC. Por fim, para os que residem em regiões com maior incidência de leishmaniose, é preciso atenção quanto aos sintomas desta doença, que pode futuramente desencadear a enfermidade renal.

Além dessas informações, a Vetnil disponibiliza em suas redes sociais um conteúdo de vídeos completo, com informações exclusivas, com o propósito de esclarecer as principais dúvidas e orientar sobre os cuidados que os pets devem receber aos primeiros sinais de alterações no comportamento e sintomas. Entre os temas abordados, estão: “O que é o Março Amarelo”, “Doença Renal Crônica (DRC)” e “Terapia e prevenção da DRC em pets”.

Clique aqui e confira os vídeos na Playlist sobre o tema.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Médica-veterinária recebe honraria pelos trabalhos voltados à proteção animal

Veterinária que cuida e pesquisa serpentes comenta suas principais realizações profissionais

Apesar de decreto estadual, CRMV-SP recomenda uso de máscaras em clínicas veterinárias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ingredientes

Veterinário explica como entender os nutrientes no rótulo dos alimentos de cães e gatos

Alunos do Centro Universitário Maurício de Nassau (PE) visitaram o CRMV-PE

Alunos do Centro Universitário Maurício de Nassau (PE) visitam o CRMV-PE