in

Zoológico de Sorocaba (SP) divulga agenda de férias com programações especiais

Além da visita ao parque, os visitantes poderão conhecer o Museu de animais taxidermizados

Com a chegada do verão, férias e famílias reunidas, a prefeitura de Sorocaba (SP), por meio da Secretaria de Meio Ambiente, Proteção e Bem-Estar Animal (Seman), oferecerá uma programação especial de férias no Zoológico Municipal “Quinzinho de Barros”, entre os dias 8 a 23 de janeiro de 2022. Todas as atividades são voltadas à família e não necessitam de inscrição prévia.

O objetivo das ações educativas é apresentar ao público um pouco mais sobre o zoológico e o importante trabalho desenvolvido pela sua equipe técnica, visando à conservação das espécies de animais. Além disso, o parque é considerado um dos mais completos da América Latina e classificado no Ibama na categoria A, que é a mais elevada.

O espaço oferece lazer e vem desempenhando ao longo desses anos, um importante trabalho de conservação, pesquisa, educação ambiental e bem-estar animal. Os cinco requisitos de um zoológico moderno.

Vale lembrar que todas as atividades de Educação Ambiental vão contar com medidas sanitárias de saúde e segurança, em razão da pandemia da Covid-19. O uso de máscaras será obrigatório, distanciamento e higienização das mãos com álcool em gel.

Museu de Zoologia

Os visitantes dos dias 08, 09, 15, 16, 22 e 23 de janeiro, das 9h30 à 11h30 e das 13h às 16h30, poderão conhecer o Museu de Zoologia e ver de perto seu acervo, composto por peças biológicas e os famosos animais taxidermizados (popularmente conhecidos como “empalhados”).

O Museu de Zoologia do Zoo de Sorocaba foi inaugurado em 1988 e conta com cerca de mil peças, entre animais taxidermizados, esqueletos, animais conservados, penas, ovos, bicos, entre outros. O objetivo do espaço é despertar a curiosidade sobre os animais e permitir aos visitantes perceberem que cada espécie tem características únicas, de modo a sensibilizá-los para a conservação da biodiversidade.

Para participar da visita, o munícipe tem que estar presente no dia e horário, em frente ao Museu de Zoologia. Será permitida a entrada de 20 pessoas por vez e a participação será por ordem de chegada.

Nos mesmos dias da visita ao Museu, os visitantes poderão conhecer algumas espécies de animais considerados “idosos”, porque sua idade está próxima ou, até mesmo, supera o tempo de vida que é estimado para outros indivíduos soltos na natureza. 

Os animais que estão sob cuidados humanos nos Zoológicos geralmente vivem mais tempo, isso porque os animais do espaço estão livres de predadores, possuem abrigo, passam por cuidados médicos frequentes e recebem uma alimentação de qualidade e balanceada.

O intuito é tornar o público mais próximo do Zoo, gerando uma identificação com os animais e sensibilizando para a proteção da natureza.

A atividade ocorrerá em frente aos recintos das espécies em horários diferentes: às 14h, o público poderá ver o macaco mandril; às 14h30, os hipopótamos; às 15h, o elefante; e às 15h30, a ariranha.

Os visitantes poderão conhecer algumas espécies de animais considerados “idosos” (Foto: reprodução)

Bastidores do Zoo

Outra atividade interessante aos visitantes acontecerá nos dias 11, 12, 14, 18, 19, 21 de janeiro. Todos terão a oportunidade de conhecer um pouco da rotina dos funcionários do parque. Ação ocorrerá em seis horários: 10h30, 11h20, 13h30, 14h20, 15h10 e 16h, e o ponto de encontro será em frente ao recinto das antas.

O objetivo é mostrar ao público que o Zoo não é somente um espaço de lazer, mas, sim, que desempenha outras quatro importantes funções para a sociedade: bem-estar animal, educação ambiental, conservação e pesquisa.

A visita será monitorada para que o público conheça o espaço e o passeio terá duração de 40 minutos. Também será permitida a entrada de 20 pessoas, por vez, e a participação será por ordem de chegada.

O “Quinzinho de Barros” está localizado na Rua Theodoro Kaisel, 883, na Vila Hortência, e é aberto de terça a sexta, das 10h às 17h, e sábados, domingos e feriados, das 9h às 17h, sendo que a bilheteria funciona até as 16h.

Os ingressos custam R$ 8, para pessoas de 12 a 59 anos; e R$ 4, para crianças de 6 a 11 anos, além de estudantes dos Ensinos Fundamental, Médio, Técnico ou Superior, reconhecidos pelo MEC, mediante comprovação de matrícula ou carteira estudantil dentro do prazo de validade. Crianças até 5 anos, idosos acima de 60 anos completos e pessoa com deficiência, garantindo-se também ao seu acompanhante, quando necessário e comprovada essa condição, são isentos de pagamento do ingresso.

Fonte: A.I, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

PremieRpet disponibiliza áudios para reduzir o estresse de cães e gatos durante as festas

Veterinária x Direito: advogada reforça o papel do Código de Defesa do Consumidor

Laboratório de Etologia Canina, da Unifesp, lança e-book gratuito sobre relação tutor-cão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

emergência

Pronto Socorro veterinário é tenso, mas proporciona vivência e experiência a profissionais

Golfinho Apollo

Animais são resgatados e recebem cuidados especiais no parque SeaWorld, nos EUA