Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Clínica e Nutrição

Zoonoses em pets não convencionais também merecem atenção para controle e prevenção

Por Equipe Cães&Gatos
pets exóticos
Por Equipe Cães&Gatos

As zoonoses são doenças infecciosas transmissíveis entre seres humanos e outros animais vertebrados e estão presentes em todo o mundo. Os agentes etiológicos compreendem vírus, bactérias, parasitas, fungos e príons e ocorrem em animais selvagens, domésticos e sinantrópicos.

Alterações antrópicas no ambiente, notadamente as de caráter predatório, como mudanças climáticas, desmatamento, expansão de fronteiras agropecuárias, crescimento populacional e urbano desordenado, fragmentação de habitats, poluição e aumento de deslocamentos de animais para diferentes localidades, estão associadas ao aumento de surtos zoonóticos. Nesse cenário, os pets não convencionais, sejam eles da fauna nativa ou exóticos, também podem atuar como fonte ou receptáculo de transmissão dessas doenças. Os animais exóticos, em especial, apresentam risco sanitário, uma vez que a importação de uma espécie não-nativa suscita a potencial introdução de desequilíbrios ambientais, de novos agentes patogênicos e de novos reservatórios para agentes já existentes.

Assim, é importante que médicos-veterinários tenham conhecimento sobre zoonoses e saibam reconhecer essas afecções em pets não convencionais a fim de promover seu controle e de prevenir sua transmissão, principalmente considerando o aumento desses animais sob cuidados humanos. Cabe, pois, destacar certos aspectos fundamentais de algumas das zoonoses mais importantes na clínica de pets não convencionais.

Quer saber mais sobre raiva, leptospirose, psitacose, micobacteriose e Salmonelose? Leia o artigo completo de Pet Silvestre da edição de maio da C&G VF. Acesse aqui.

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD. 

LEIA TAMBÉM:

CRMV-PA realiza Curso Básico de Responsabilidade Técnica para veterinários e zootecnistas

WSAVA cria comitê de oncologia veterinária para impulsionar conhecimento veterinário

Profissional defende que Medicina Veterinária Integrativa é “tratar o todo”

(Foto: C&G VF)

NewsLetter

Cadastre-se agora e receba nossos boletins e atualizações em seu email. 

Integração
Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!