Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Marketing e Produtos

Brasil aumenta faturamento e alcança 6ª posição do ranking mundial do mercado pet

Por Equipe Cães&Gatos
mercado pet
Por Equipe Cães&Gatos

O faturamento do mercado pet brasileiro não para de crescer e fechou o ano de 2021 na 6ª posição no ranking mundial, uma acima do levantamento feito em 2020. Os dados do Instituto Pet Brasil (IPB) mostram que o segmento faturou R$ 51,7 bilhões no ano passado – o equivalente a 4,5% de participação no mercado mundial de animais domésticos, que ficou em aproximadamente R$ 667 bilhões.   

- PUBLICIDADE -
mercado pet
O faturamento do mercado pet brasileiro não para de crescer e fechou o ano de 2021 na 6ª posição no ranking mundial, um acima do levantamento feito em 2020 (Foto: Reprodução)

Os Estados Unidos dominam o mercado mundial com praticamente metade do faturamento: 44,8%. A China vem em segundo, seguida, na sequência, de Alemanha, Reino Unido e Japão. Entre 2020 e 2021, o Brasil ganhou a posição da França.   

O Brasil chegou a ocupar a terceira posição no ranking em 2018, caindo para quarto em 2019 e em sétimo em 2020 – um dos principais motivos foi a alta do dólar. Nos últimos dois anos, porém, o faturamento do mercado pet brasileiro disparou 42,5%: entre 2019 e 2020, cresceu de R$ 35,3 bilhões para R$ 40,9 bilhões (15,5%); e de 2020 para 2021 chegou aos R$ 51,7 bilhões (27%).   

“Os números mostram a força do setor pet brasileiro mesmo diante de um momento crítico da economia global”, afirma Nelo Marraccini, presidente do Conselho Consultivo do IPB. “O brasileiro pôde contar com a companhia de seu animal de estimação quando precisou ficar em casa. E retribuiu esse carinho mantendo os cuidados com seu pet graças à amplitude, capilaridade e criatividade da rede varejista do setor”.  

Projeção internacional 

Levantamento recente do Instituto Pet Brasil aponta que o crescimento do setor não deve parar por aí. O faturamento do mercado pet no primeiro trimestre deste ano cresceu mais 14%, alcançando R$ 58,9 bilhões.   

“O Brasil é visto e reconhecido como um grande player no mercado internacional pet. Para amplificar esse destaque, o Instituto Pet Brasil tem projetos para ajudar empresas do setor interessadas em expandir suas fronteiras, seja por meio de capacitação técnica, rodadas de negócios ou participação em feiras de negócios”, diz Marraccini.   

Empresas brasileiras podem manifestar interesse em participar das ações internacionais promovidas pelo IPB preenchendo formulário, acesse.  

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Médica-veterinária fala sobre esporotricose e melhor opção de tratamento

Veterinários devem ter atenção ao distinguir lesão na boca de felinos entre benignas e malignas

USP e Prefeitura de São Paulo firmam convênio para oferecer tratamento gratuito a cães e gatos

Compartilhe este artigo agora no