Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Pets e Curiosidades

Brincadeiras educativas para pets promovem saúde física e mental

Mais do que somente brincadeiras, este pode ser um momento para se aproximar do seu pet e, principalmente, para educá-lo
Por Matheus Oliveira
cachorro e brinquedos
Por Matheus Oliveira

Na rotina agitada ao lado de nossos animais de estimação, uma das melhores formas de fortalecer o vínculo e garantir o bem-estar físico e mental deles é por meio das brincadeiras. A médica-veterinária e consultora Comportamental do Centro Veterinário PetCare, Fernanda Guillen Gomes, compartilhou algumas dicas sobre como os tutores podem aproveitar ao máximo esses momentos especiais.

- PUBLICIDADE -

Benefícios das brincadeiras para o desenvolvimento físico e mental dos pets

A veterinária destaca que brincar não é apenas uma atividade divertida, mas essencial para a saúde dos pets. “É uma forma de gastar energia física e criar laços com eles. A brincadeira diária é crucial, especialmente para animais que passam longos períodos sozinhos”, informa a profissional. Para os filhotes, Fernanda sugere combinar treinos de comandos simples com brincadeiras como cabo de guerra ou jogar bolinha. Isso não só desenvolve o controle de impulsos, mas, também, fortalece a conexão entre tutor e pet. Já para os felinos, ela recomenda varetas com brinquedos na ponta, para estimular o instinto de caça de forma segura e divertida.

As brincadeiras ajudam os animais a superar medos e direcionar energias (Foto: Reprodução)

Brinquedos educativos e brincadeiras como aliados

Quando se trata de opções que facilitam brincadeiras educativas, a veterinária destaca os brinquedos recheáveis. “Esses brinquedos podem ser recheados com comida, estimulando o pet a brincar e pensar para se alimentar. É uma excelente forma de gastar energia mental e diminuir o estresse”. Além dos brinquedos, Fernanda recomenda os treinos de comandos como “senta” e “deita”, utilizando recompensas alimentares. “Esses exercícios não só fortalecem a comunicação entre tutor e pet, mas, também, causam um gasto de energia mental e física essencial para o bem-estar do animal”, adiciona. Mesmo para os pets mais velhos, a veterinária reforça a importância de manter atividades estimulantes, como os brinquedos recheados e os tapetes de lamber, que permitem entretenimento sem impacto nas articulações.

Rodízio de brinquedos

A veterinária reforça que, para evitar que os animais fiquem entediados dos brinquedos, realizar a troca e substituições pode ajudar no momento das brincadeiras. “Para manter o animal interessado nos brinquedos, é fundamental fazer um rodízio deles: divida-os em dois grupos, preferencialmente separando os brinquedos parecidos (ex: deixar uma bolinha em cada grupo). Guarde um dos grupos e, a cada sete dias, faça o rodízio dos brinquedos, guardando os que estavam disponíveis e oferecendo os que estavam guardados”. A profissional destaca, ainda, que as brincadeiras ajudam os animais a superar medos e direcionar energias, enfatizando a importância dessas atividades em todas as fases da vida do animal.

Compartilhe este artigo agora no