in

Cálculos urinários não são apenas uma doença única, mas, sim, como uma síndrome

Dieta exclusivamente úmida para cães com o problema é benéfica, porém com valor elevado

A prevalência de urolitíases é alta em cães, sendo que urólitos de estruvita e oxalato de cálcio são os mais comumente diagnosticados, representando mais de 80% dos cálculos de cães, segundo o Minnesota Urolith Center. Os urólitos podem ser formados em qualquer região do trato urinário, causando sinais clínicos de doença de trato urinário inferior, quando localizados na uretra ou bexiga; ou, até mesmo, de doença renal aguda ou crônica, quando localizados na pelve renal e/ou ureteres.

Dentre diversos fatores, o mais importante para que ocorra a formação de urólitos é a supersaturação urinária com substâncias calculogênicas. Cálculos urinários não devem ser vistos apenas como uma doença única, devido à uma única causa, mas, sim, como o resultado de diversas anormalidades (familiar, congênito e/ou adquirido), devendo ser, portanto, considerado como uma síndrome.

Independentemente do tipo de urólito que é formado, é unânime o pensamento que a diluição urinária é a estratégia mais eficaz para a prevenção e/ou dissolução dos urólitos. O aumento da diurese resulta em redução da concentração de precursores de cristais e estimula o animal a urinar mais frequentemente, reduzindo o tempo para a agregação de cristais e, portanto, a supersaturação urinária. A alimentação de cães exclusivamente por dietas úmidas é uma abordagem eficaz para o aumento da ingestão hídrica, contudo, o fornecimento exclusivo de tais dietas pode ser bastante custoso, especialmente para animais de grande porte.

Para conhecer o artigo completo, acesse nossa edição de maio. Clique aqui.

(Foto: reprodução)

Abaixo as referências utilizadas pelas autoras:

Queau, Yann. "Nutritional management of urolithiasis." Veterinary Clinics: Small Animal Practice 49.2 (2019): 175-186.

Bartges, Joseph W., et al. "Canine urate urolithiasis: etiopathogenesis, diagnosis, and management." Veterinary Clinics of North America: Small Animal Practice 29.1 (1999):161-191.

Stevenson AE, Hynds WK, Markwell PJ. Effect of dietary moisture and sodium content on urine composition and calcium oxalate relative supersaturation in healthy miniature schnauzers and Labrador retrievers. Res Vet Sci 2003;74(2): 145–51.

Minnesota Urolith Center https://vetmed.umn.edu/centers-programs/minnesota-urolith-center/urolith-analysis/treatment-recommendations

S.U. Abdulalhi, C.A. Osborne, J.R. Leininger, et al. Evaluation of a calculolytic diet in female dogs with induced struvite urolithiasis. Am J Vet Res, 45 (1984), pp. 1508-1519

Kirk, C.A., G.V. Ling, C.A. Osborne et al. 2003. “Clinical guidelines for managing calcium oxalate uroliths in cats: Medical therapy, hydration, and dietary therapy.” Managing Urolithiasis in Cats: Recent Updates and Practice Guidelines, 10–19. Topeka, KS: Hill’s Pet Nutrition Inc.

BARTGES, Joe; KIRK, Claudia. Nutritional management of lower urinary tract disease. Applied Veterinary Clinical Nutrition, p. 269-287, 2012.

Bartges, J.W., L.M. Cornelius, et al., eds. 1999. “Ammonium urate uroliths in dogs with portosystemic shunts.” In: Current Veterinary Therapy XIII. Philadelphia, PA:W.B.Saunders

Bartges, J.W., C.A. Osborne, J.P. Lulich et al. 1994. “Prevalence of cystine and urate uroliths in bulldogs and urate uroliths in dalmatians.” J Am Vet Med Assoc 204(12):1914–1918.

Bartges, J.W., C.A. Osborne, J.P. Lulich et al. 1999b. “Canine urate urolithiasis. Etiopathogenesis, diagnosis, and management.” Vet Clin North Am Small Anim Pract 29(1): 161–191, xii–xiii.

Bartges, J.W., C.A. Osborne, L.A. Koehler et al. 1994. “An algorithmic approach to canine urate uroliths.” In:12th Annual Veterinary Medical Forum of the American College of Veterinary Internal Medicine. San Francisco: Omnipress.

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD. 

LEIA TAMBÉM:

Conselho Regional de Medicina Veterinária da Bahia lança 2ª temporada do projeto #Saúde

WSAVA cria comitê de oncologia veterinária para impulsionar conhecimento veterinário

Profissional defende que Medicina Veterinária Integrativa é “tratar o todo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vacina veterinário

Ministério da Saúde vai corrigir ofício e priorizar veterinários na vacinação contra Covid-19

curso CRMV-PA

CRMV-PA realiza Curso Básico de Responsabilidade Técnica para veterinários e zootecnistas